Tradução deste blog

domingo, 14 de outubro de 2012

EBD JOEL - O DERRAMAMENTO DO ESPIRITO SANTO para 21/10/2012


LIÇÃO 03 JOEL – O DERRAMAMENTO DO ESPÍRITO SANTO.
EBD 21.10.2012. Subsídio.
PONTOS A ESTUDAR:
I – O LIVRO DE JOEL NO CÂNON SAGRADO
II – A PESSOA DO ESPÍRITO SANTO.
III – HORIZONTES DA PROMESSA.
IV O FIM DOS TEMPOS.


Em tempo: Que grande livro é esse do profeta Joel. Inspirou o Apóstolo Pedro na defesa esclarecedora da primeira manifestação do poder de Deus em cumprimento a Palavra e ordem de Jesus; “ficai, porém, na cidade de Jerusalém até que do alto sejais revestidos de poder” Lc 24:49. Nós também somos inspirados, quando temos que fazer defesa da fé e do poder de Deus.

I – O LIVRO DE JOEL NO CÂNON SAGRADO.
Cânon – O termo latino significa “modelo” que deriva do termo grego “Kanon” de cana, instrumento de medir, aferir, dando sentido a escolha dos livros considerados sagrados na composição da Bíblia.

1.1        Contexto histórico.
Considerar o que o autor escreve a respeito.
O contexto histórico serve para estabelecer datas e cenário dos acontecimentos. Alguns livros são claros pela referência a reis em exercício, este, porém, como o livro de Sofonias não oferece informações precisas.

1.2        Posição de Joel no Cânon Sagrado.
Não vejo conveniência em repetir o que o autor considera nesse tópico, portanto, recomendo a leitura do texto, também não creio que os alunos farão perguntas a respeito.
Segundo o autor, o Cânon Judaico e a Vulgata Latina, apresentam a mesmo ordem encontrada nas nossas versões, Almeida; a Septuaginta apresenta numa ordem diferente.

1.3        Estrutura e mensagem.
Considerar também o texto da lição que dispensa comentários, pois, está muita clara a divisão do livro.
II – A PESSOA DO ESPÍRITO SANTO.
Eu não vejo motivo para grandes debates sobre a pessoa do Espírito Santo que é a terceira na doutrina da trindade, mas, o Espírito é de Deus. A sua atuação no velho testamento e muito mais nesta dispensação é que o torna distinto em personalidade e ações, cuja atribuição e momento de sua atuação entre nós, foi predito pelo Senhor Jesus que o chamou de “OUTRO CONSOLADOR” Jo 14:16.

2.1 Sua personalidade.
O autor comenta e expõe como está na Bíblia. O Espírito está presente em toda Bíblia e não dá margem para que seja considerado uma mera influência. Caso isso fosse possível, poder-se-ia dizer que Deus é uma mera influência, pois, Deus é espírito. Deixo claro que não sou unitarista.

2.2 Sua divindade.
Não acho simpático promover qualquer contestação contra o autor desta lição quando afirma que o Espírito Santo é objeto da nossa fé e adoração. Precisamos ser cuidadosos no ensinamento deste importante tema doutrinário, pois, há muitos crentes e já li isto no facebook, alguém pedindo ao Espírito Santo que vá ao pai e interceda por si, portanto, quando nos dobramos para adorar a Deus, não poderíamos faze-lo sem a indispensável ajuda do Espírito Santo cuja tarefa é glorificar o Pai e o Filho entre os homens. As nossas orações dirigidas a Deus são feitas, porque o Espírito Santo intercede por nós com gemidos inexprimíveis e nos ajuda na fraqueza.
Se glorifico a Deus, se glorifico a Jesus, devo tudo isso a pessoa do Espírito Santo que nos conduz ao altar da oração para adoração.

2.3 Como uma pessoa pode ser derramada.
Realmente, uma pessoa não pode ser derramada. No sentido aplicado, compreendo que ao dizer, “derramarei do meu Espírito...” há duas informações importantes, uma delas já consignada logo atrás: 1) O Espírito é de Deus e também é de Cristo. 2) Trata-se de derramar as virtudes do Espírito do Senhor sobre toda carne; sua graça, seu poder, seus dons.
2.4 Uma linguagem metafórica.
O autor explica o tipo de linguagem como “derramar”, tratando-a de linguagem metafórica ou, uma linguagem figurada.



III – HORIZONTES DA PROMESSA.
3.1 Ponto de partida.
O que foi dito acerca do derramamento do Espírito Santo significa dizer que o Senhor inaugurou a obra evangelizadora da igreja  no pentecostes e disponibilizou os dons espirituais, sem os quais, o trabalho da igreja, seria extenuante e sem o impacto sentido não somente entre os daquela geração, mas, para os da nossa geração.
O que tem tornado difícil é a falsificação do uso dos dons em proveito próprio, todavia, isso não anula as promessas e realizações de Deus.

3.2        Comunicação divina.
Não devemos nos esquecer neste espaço que no Antigo Testamento, Deus já falava de muitas maneiras aos pais, consideremos Hb. 1:1; sonhos, visões, profecias e de modo muito particular, por  Urim e Tumim, Ex. 28:30, Lv 8:8 cujo significado era luz e perfeição.
(Urim e Tumim – Duas Pedras? Alguns acham que era apenas um objeto com duas faces, colocadas no peitoral do sumo sacerdote, entendendo-se que a resposta era direta e concisa; sim ou não, culpado ou inocente e assim por diante.
Isso tudo prova o quanto Deus investiu para falar com o ser humano.

IV O FIM DOS TEMPOS.
Sinais, etapas e resultado.
Não fica difícil, o professor ler para o aluno; uma leitura dinâmica para não desconcentrar os alunos, explicando cada ponto desta última seção.
As profecias de Joel são tão ricas quanto à clareza e cumprimento como as de Isaias, quanto o advento vida e morte do Messias. Interessante que tudo isso, Deus poderia ter confiado a Isaias, mas, isso vem demonstrar que Deus não valoriza o homem pelo tamanho, pela cultura ou pela ciência, mas, Deus valoriza o homem pela disposição em ser usado, em estar à disposição dele. Isso nos faz lembrar que no tocante as revelações da sua Palavra, ele confia a cada um, de acordo com a responsabilidade assumida diante do rebanho, razão pela qual, os pastores ou pregadores, se diferem em grandeza e isso precisa ser respeitado, não significando que Deus considera um maior que o outro, como não considerou Isaias maior que Joel ou qualquer outro profeta. Assim, vemos a personalidade e a dimensão ministerial de cada apóstolo do Senhor nas Escrituras.










4 comentários:

  1. Excelente texto, objetivo e muito didático, parabenizo-o pela iniciativa de instruir o povo de Deus ao conhecimento que traz edificação ao Corpo de Cristo.

    Deixo um mimo para o amado pastor:
    Uma chuva de bençãos desça sobre sua casa!
     
    _..._ ..._(... (  ...).._
      (_....__..._) _(.. (  ...)
      /(_...._)(_...._..._)\
     // / / / / | \ \ \ \
     / / / / | \ \  \
    / /  /  /  | \  \  \
    ♥ ♥    ♥  ♥ ♥   ♥    ♥ 
    ♥ ♥   ♥   ♥    ♥ ♥ ♥   ♥
    ♥   ♥   ♥  ♥   ♥ ♥
     ´´´, •♥♪♥♪♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥•
    ´´´¢/Λ\♥♪♥♥♪♥♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥•
    ´´ /...\♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥♪♥•
    ´¢/ ๑۩๑ \♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥•
    ¢/¨๑۩۞۩๑_\´♪♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥
    ¨▓¨.♪♥♥♪.▓♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥•|||||
    ¨▓¨.♪♥♥♪.▓¨★★★★★★★★★★|||
    ¨▓¨.♪♥♥♪.▓¨★★★★★★★★★★|||
    ¨▓¨.♪♥♥♪.▓••••••••••••••••••••
    ¨♥♥======♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    ¨♥♥======♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

    Que o Senhor Jesus vos abençoe e vos guarde!

    Te espero no meu cantinho, a propósito, se ainda não estiver seguindo o meu blog, deixo aqui o convite, retribuirei o gesto.

    ***Lucy***

    P.S. Visite também:
    http://discipulodecristo7.blogspot.com/
    Temas Bíblicos e Mensagens Abençoadoras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grato pela delicadeza das palavras. Seu blog está entre os que sigo, quando visita-lo, vou deixar rastros rssssss Deus continue abençoando sua vida.

      Excluir
  2. por isso que eu amo este Deus,porque Ele nao ver o homem como o homem vê...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade amigo anônimo, fosse dessa forma, estaríamos fritos,Deus nos vê com amor e não nos deprecia como os homens costumam fazer.

      Excluir