Tradução deste blog

terça-feira, 31 de maio de 2011

MARCOS MION E RECORD PROCESSADOS POR HOMOFOBIA

O assunto dispensa comentários no sentido de considerarem esta questão, ato homofóbico.
Para mim, é uma pergunta tão grosseira como aquelas dirigidas a entrevistadas tais como:
Quando você perdeu a virgindade? Qual foi o lugar mais exótico em que você fez amor (sexo)? Perguntam essas idiotices em qualquer hora de exposição do programa como se tudo na vida fosse sexo e convenhamos, tem uns programinhas na televisão que são de puro mau gosto e em se tratando da Record, surpreende.

Reprodução fiel do texto publicado pela folha na página da UOL.
Entidades do movimento gay reclamaram de comentários de Marcos Mion no "Legendários", da Record.
Durante o programa, o apresentador disse que a drag queen Nany People "tem surpresinha" e perguntou "o que ela faz com o pacote" na hora do banho.
Tanto o apresentador quanto a emissora estão sendo processados por homofobia.
Ele diz que o caso está com o departamento jurídico da Record, que, por sua vez afirma que houve "exercício da liberdade de expressão" que "não feriu ninguém".
A informação é da coluna Mônica Bergamo publicada nesta terça-feira (31) na Folha e cuja íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.

domingo, 29 de maio de 2011

PREGAÇÕES FANTASIOSAS - CONTEMPLAÇÃO CELESTE

CONTEMPLAÇÃO CELESTE.
PREGADOR: MARCOS FELICIANO
PROGRAMA: DOMINGO 29/05/2011 TELEVISÃO.
Apesar do pregador Marcos Feliciano ter dito de início que era uma pregação de criança e que se alguém quisesse corrigi-lo, poderia faze-lo, não quero gastar meu precioso tempo para critica-lo pois o que percebemos é que fazem-se acusações contra tantos líderes, por falta de lisura no trato das coisas pertencentes ao Reino de Deus, infidelidades, abuso sobre a fé do público e mesmo diante disso, eles crescem ainda mais ou seja; o povo não liga para coisa alguma que se diga sobre seus líderes quando eles, o povo, tem absoluta confiança e simpatia pelos tais. Lembro-me de um colega de trabalho que sempre dizia: falem mal, mas falem de mim, serei cada vez mais lembrado.
Vi um pregador, desses ambulantes,  que pulando no púlpito dizia: Jesus desceu até o inferno, lá encontrou Satanás em reunião com os demônios e Jesus, entrou estendeu a mão e disse: Me dá a chave e o Diabo disse; não dou; me dá; enfim, alguns "me dá" depois, Jesus acabou tomando do diabo, as tais chaves.
O que estou percebendo é que prepararam uma mesa farta com o nome de Conselho de Pastores e agora, não se faz mais diferença, é pecado, é ignorância, é preconceito, não podemos execrar pastores de outras igrejas ou denominações, não somos melhores que ninguém. Já pensaram o Apóstolo Paulo como presidente desse conselho?
Não se deve medir a altura de um pastor ou pregador, de acordo com a bandeira da igreja a que pertença; a Bíblia sim, tem um padrão que permite avaliar pela pregação e pela vida se tais obreiros, não são fraudulentos. Imaginem! se não tivéssemos a Palavra de Deus, que loucura seria!? Tamanha confusão.
Até a minha juventude, entendia Apoc. 22:18-19 sobre acréscimo e supressão das palavras escritas no Livro Sagrado, como uma alteração gráfica, porém, com o passar dos anos percebi que a condenação se estende sobre aqueles que verbalmente em suas pregações, acrecentam  o que não está contido no texto sagrado ou suprimem  qualquer que seja o motivo, agradar, manipular emocionalmente e ainda, defender interesses. Quando vi na televisão, por exemplo, aqueles dois "pastores" gays do Rio de janeiro, escondendo-se nas entrelinhas da Bíblia, pensei: Isto é mutilação da palavra e morte espiritual de ambos.
As coisas estão mudadas e posso lhes garantir que não foram as escolas teológicas que preparam tais pregadores, justiça seja feita. A formação acadêmica na área de psicologia, sociologia e outras, dá muita ferramenta para um pregador inteligente, arguto, dominador da oratória. Outros ainda acescentam a capacidade de hipnotizar, para derrubar pessoas sob alegação de atos do Espírito Santo.
Li algo a respeito de um pregador que em dado momento,  o ventilador jogou pela janela o rascunho do sermão e o diácono atento correu para entrega-lo ao pregador não sem antes dar aquela curiosa rabichada de olhos em que lera num determinado ponto: Aqui, dar uns gritinhos.
E sobre a contemplação celeste do pastor Marcos Feliciano, não me pergunte porque após ouvir sobre aquela maneira de recolher a mesa no céu e a aparição daquele incontável número de cavalos, preferi desligar.

sábado, 28 de maio de 2011

O BRASIL ANÁRQUICO QUE ALGUNS GAYS QUEREM

Descobri que um cliente meu de muitos anos, amigo, vive uma união homo-afetiva. Nada mudou no respeito que temos um pelo outro após essa descoberta. Ele foi fundamental para que a minha esposa fizesse a sua mastectomia(1) na melhor referência de hospital de tratamento contra o câncer. Ele é uma figura simpática, um bom sujeito e não  "dá bandeira" como alguns usam falar. O que quero dizer com isto é que temos um profundo respeito pelo ser humano, qualquer que seja sua origem, credo,  preferência sexual, cor ou posição social. Nunca permitiria que um filho meu maltratasse qualquer pessoa, por conta dessas e outras questões afetas. Eu não preciso de leis específicas para respeitar o cidadão e se alguém foge dessa regra, tem cadeia para os tais. Tenho como princípio, não maltratar, não achincalhar e não tratar com desprezo por pura demonstração de preconceito. Com tudo isto, percebi que tem dois grupos de pessoas,  a quem defino como homo-afetivas e homossexuais.  Homo-afetivas, que também praticam atos homossexuais, são aqueles ou aquelas que são e não precisam dizer para o mundo inteiro que são, Não precisam andar pelas ruas com ares provocativos, tem suas preferências, vivem-nas e não transgridem as mais elementares regras da boa convivência com todos. Por algum motivo na sua estória de vida, abriram mão das relações hetero-sexuais. O outro grupo, os homossexuais,  que de afetivo não tem nada, é  bem menor e tem no meio deles, a figura depravada do PEDERASTA(2), para estes, a sociedade fica no  quanto pior melhor. Estes, fazem apologia porque querem engrossar suas fileiras, são os que querem empurrar o kit gay(2)  a custa do dinheiro do povo em cima dos nossos filhos e netos , são estes que usam o amparo do governo, recursos financeiros dos impostos, para promover as marchas gays porque os  evangélicos, quando querem fazer marcha, as fazem  com seus próprios recursos. Dia desses, a imprensa noticiava que o Deputado Federal  Jean Wyllys, disse de público,  conhecer outros deputados gays que estão dentro do armário e que estes, precisavam sair do armário. Vejam só! Porque uma pessoa tem que se expor publicamente por conta da sua preferência. Forçar isto também não é homofóbico contra pessoas que não se sentem seguras ao divulgar sua condição de preferência? ou o governo deve criar duas leis anti-homofóbicas; uma para os gays manifestos e outra para proteger os que não tem interesse nem obrigação de revelar suas preferências? Não é difícil perceber que querem implantar uma ditadura gay pela anarquia e neste sentido, minha simpatia pela Presidente Dilma Roussef, aumentou quando disse que não apoiaria essa "PROPAGANDA" gay nas escolas, ufa! Faltam algumas coisas e oro a Deus por ela, que tenha a mesma coragem com que enfrentou a ditadura militar no golpe de 64, tapar a sangria da corrupção no país, não protegendo ninguém seja do PT ou de outro partido e de uma vez por todas, pedir as suas bases que tirem da mesa de discussões essas sem-vergonhices como o PL 122,  pois, o Brasil tem muito que legislar,  diante do mundo globalizado e atacar com mais veemência o abuso do turismo sexual pois, parece-me que as coisas continuam do mesmo jeito. Uma felação custa R$ 3,00 para comprar um prato de comida.  Vamos mudar a cara do nosso Brasil. Em Deus confiamos.





1) Cirurgia de remoção da mama.
2) PEDERASTA - Apesar da boa definição e historicidade da pederastia, no wikipedia, sempre tive como o sujeito viciado, ativo ou passivo, não tendo o mesmo sentimento que o gay em relação a pessoas do mesmo sexo.
E.T. O Governo ou o Ministério Público precisa investigar quem está no Ministério da Educação, ocupando tempo e material para promover o que não interessa a sociedade como um todo.

terça-feira, 24 de maio de 2011

O ENGANO DO PREMIO DE BALAÃO

Hoje, terça, pela manhã, compartilhava uma leitura bíblica com meus colegas de trabalho, na epístola de Judas. Diversos pensamentos acerca de lideranças vieram a minha mente como um turbilhão. Riqueza e fama sempre foi um grande atrativo para o ser humano sem Deus. Todas as noites, quando vejo na televisão o "cem" número de pessoas presas e soltas por causa da corrupção, riquezas acumuladas de ministros, deputados, vereadores e tantos outros e o pior de tudo é ver líderes evangélicos brigando e provocando brigas, tudo pelo maldito jogo de interesses, nada mais que isso. Judas os trata com os seguintes adjetivos:
Manchas em nossas festas de caridade, ondas impetuosas, nuvens sem água (só aparência) levadas pelos ventos, árvores infrutíferas, duas vezes mortas e desarraigadas.
Mesmo que não queira gastar meus neurônios, ouvi no último sábado, o Pastor Silas Malafaia, conclamando os irmãos do Pará e de onde mais queira, não participar da festa programada pela CGADB em Belém e informando que o Pastor de Belém do Pará, dispunha do apoio financeiro do presidente da Convenção de Madureira para sua grande obra naquela cidade. Perguntei para mim mesmo:  O que virá depois disso?   Ainda bem que nunca achei que os crentes de Madureira, fossem menos assembleianos que eu só porque os  líderes encontraram nas intermináveis brigas, a maneira de manter o poder. Ainda bem que nós pobres mortais, não bebemos da mesma fonte que eles, evitamos brigas, perdoamos e ensinamos a perdoar. Apenas lamento que esses líderes ficam cegos e não percebem o mal que estão causando ao Reino de Deus e que certamente os cobrará no devido tempo se não se arrependerem.  A bíblia nos declara que nem sempre os julgamentos ocorrem aqui, em vida. Outros serão julgados na eternidade. Jesus disse que nem todos que o chamam de Senhor entrarão no seu Reino.

Convoco todos os crentes que deixem de olhar para esses líderes e olhem somente para Jesus, o autor e consumador da nossa fé para que, de alguma forma, evitem o naufrágio na fé.

terça-feira, 17 de maio de 2011

A CRIANÇA E O COPO DE CRISTAL

Que semelhança existe entre a criança e o copo de cristal?
Tenho várias respostas, mas, para começar vamos dizer que a maior semelhança, está na fragilidade.
Quem tem copo de cristal em casa, (não os tenho) sabe o cuidado que deve ter  no manuseio dessa louça. Vou comentar uma experiência que nunca compartilhei publicamente, por constrangimento. Somente fazia uso dessa estória, quando queria mostrar para alguém que a criança tem sentimentos o que muitos ignoram. Muitos acham que as crianças, não tem sentimentos, não percebem as coisas, não podem sofrer traumas e não podem se afundar no poço da depressão. Vamos aos fatos. Fui criado na baixada fluminense, jogando pelada(1) nos morros e empinando pipas. Tinha aproximadamente uns 9 anos de idade e obviamente nesse tempo,  não havia televisão, portanto, não dispúnhamos de informações que hoje, sobrecarregam os infantes, não havia também as safadezas tão propaladas hoje, pelas mídias. Nesse tempo, uma tia e sua filha vieram morar em nossa casa e em uma oportunidade, ambas me assediaram com uma pergunta maliciosa que, apesar da idade e da falta de informações, percebi que elas queriam saber se eu fazia o tal "troca troca"(2). Senti dentro de mim, naquela idade, raiva e  repulsa por ambas.  Não sabia explicar, porém, sabia que algo estava errado, meus sentimentos estavam sendo invadidos,  não podia definir o que era caráter ou personalidade, mas a minha, manifestou-se naquele momento e a partir daí, aquela tia, nunca mais obteve o meu afeto, o meu carinho e aquelas palavras nunca saíram de dentro de mim. Há poucos anos atrás, esta tia veio a falecer e me haviam contado que ela queria de qualquer maneira que eu fizesse o ofício fúnebre dela, quando isto acontecesse. Corri ao cemitério e fiz o que deveria ter feito. Sem qualquer sentimento, todavia, até hoje, me lembro disso com uma certa chateação.
Quando estou com minhas netas ou outras crianças de amigos, gosto de investir, zoar(3), para ver como reagem, tenho o máximo de cuidado pois, aprendi muito cedo, que criança tem sentimentos e não é bom subestima-las.
Não me esqueci do copo de cristal - A sociedade moderna, com todos os seus conflitos, lares que passaram a ser apenas um refugio contra o tempo e por vezes, um mau refúgio, fragilizaram nossas crianças, quando ouço falar do turismo sexual envolvendo crianças, molestação em troca de centavos, prato de comida, sinto um tremor dentro de mim, pois tais crianças, precisam de carinho, compreensão e amor, o que está sendo negado as escâncaras. Nessa fase da vida, os corruptores de menores, estão por toda parte, vestidos de pai, padrasto, bons vizinhos, parentes em geral, que sem qualquer sentimento, as violentam, destruindo-lhes a pureza observadas por Jesus em Lc. 18:16  "... Mas, Jesus, chamando-as para si, disse: Deixai vir a mim os pequeninos e não os impeçais, porque dos tais é o Reino de Deus"
Uma criança vivendo em um lar onde o amor não existe ou vivendo em um lar onde um casal homo-afetivo passa a ser o seu único referencial, mesmo que tenham a melhor "boa vontade", elas estarão tal e qual um copo de cristal, a ponto de se quebrarem e um copo de cristal quebrado, não tem chances de reparos. Somente o amor de Deus poderá salva-las, todavia, nem o amor de Deus, apagará as marcas do abuso ou da  violência, quer no corpo ou na  alma.
Quando uma sociedade, demonstra mais afeto por um animal (amo os animais), investe muito mais na saúde do seu cãozinho de estimação e não deve abandona-los a sorte, que no próprio ser humano, não pode se queixar que o seu prédio foi invadido por meliantes, este é o preço do desprezo que se dá às vidas e tudo começa na infância, no copo quebrado.
1) Pelada - jogo de bola, praticado em qualquer espaço que permitisse.
2) troca-troca - bulinagem entre garotos. 
3) Zoar - verbo e gíria,  cujos significados são:  debochar, brincar, se divertir, provocar entre outros sentidos.

domingo, 15 de maio de 2011

HOMO-AFETIVIDADE OU CONVIVÊNCIA AFETIVA?

A ferramenta mais difícil de lidar é a gramática junte-se a isto a riqueza de vocábulos. Quando aplicados de forma correta, abre-nos a compreensão de muitas questões de caráter principalmente o social. Certa vez, n'uma das madrugadas de insônia, assisti a um documentário de duas professoras, (EUA) homo-afetivas(1), que viviam juntas há muitos anos e agora na velhice, com o falecimento de uma delas, a família da falecida, que nunca tinha dado qualquer atenção para ambas, corriam aos despojos e certamente a outra parte, que durante os anos de convivência, contribuíra para compra do imóvel em que residiam bem como outras riquezas, sentia-se muito prejudicada e sofria com essa finalização.
De um lado, temos cristãos que radicalizam no julgamento, mandam para o inferno, antes mesmo de saber se tais pessoas poderão ou não serem alcançadas pela graça de Deus e os que simplesmente desprezam e acham "muito bem feito, que estejam sofrendo, escolheram viver assim".
Temos dois lados a serem vistos:
1 - No caso de héteros, a justiça já considera casados, bastando para isto, provar a "união estável", não reconhecido pelas igrejas para ingresso a comunidade pelo bastismo, por justa razão. Fora da legalidade, um homem unido a uma mulher apenas pelo vínculo da união estável, pode abandona-la a qualquer momento e reaparecer em outra parte, apresentando-se como solteiro e  fazer algum estrago na vida de mulheres que sonham com um casamento, cujo cônjuge não traga comprometimentos de união anterior. No casamento legal e na separação, os atos são averbados nas respectivas certidões.
2) No caso de pessoas de mesmo sexo ou homo-afetivas, não estou falando de sexo, estou falando de pessoas que resolvem escolher como companhia, uma pessoa do mesmo sexo, seja homem com outro homem ou mulher com outra mulher e nesse sentido, a justiça, nem precisa ser no supremo, julga, decide e permite que os legisladores estabeleçam  regras que visem proteger os direitos de cada um em termos de posse e reconhecimento da formação de riquezas. A justiça fere princípios e extrapola ao considerar a união afetiva entre pessoas do mesmo sexo, casados, quando este vocábulo somente se aplica a pessoas héteros, por razões óbvias; Deus dotou a mulher de ovário, útero e genitália, preparada para receber o genital masculino, com sua característica para perfeito encaixe e capacidade de despejar o líquido espermático  para fecundação do óvulo e assim procriar. Este é o verdadeiro sentido do casamento. Não é uma discussão vernácula ou litúrgica. As pessoas que vivem um relacionamento homo-afetivo, não precisariam sair pelas ruas se agarrando e beijando somente para provar que são diferentes, quando agem dessa maneira, provocam os héteros, facilitam para que outros que estavam até então duvidosos, optem por esse tipo de vida por achar normal, agora sim, falo de sexo, porém, provocam pessoas que com lei ou sem lei de caráter homofóbica, se sentirão ofendidas e  agirão com violência, o que nós evangélicos, não fazemos coro. Se a intimidade fosse desenvolvida dentro das suas paredes, qual seria o problema para a sociedade? O julgamento ficaria circunspecto a Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus que condena e considera, abominação, tanto no antigo como no novo testamento. É só aguardar o juízo final Apocalipse 21:27.
   
(1) Prefiro este termo ao de lésbicas e outros termos jocosos utilizados tanto para femininos quanto para masculinos.

sábado, 14 de maio de 2011

STF, SENADO E A FAMÍLIA. (PL 122)

Já falamos muito sobre o assunto em outras ocasiões e felizmente ou Graças da Deus,  a absurda  proposta  em que se pretende criminalizar a homofobia e conceder privilégios aos gays como troca de afetividade em locais públicos, foi vencida no Senado. Por outro lado, o Supremo tribunal Federal aprovou a união entre homoafetivos.  Até entendo a posição do Supremo Tribunal Federal, quanto a relação de convivência entre duas pessoas, quaisquer que sejam elas; o  que fiquei sem entender foi quando um dos ministros, em defesa dos interesses do movimento gay, disse que eles também tinham o direito de constituir família. Constituir família é pelo principio da criação, um ato de amor entre duas pessoas criadas por Deus, MACHO e  FÊMEA  um homem e uma mulher, isto não foi uma propositura filosófica mas, de Deus, declarado  no livro de Gn 2:18-25. 
O movimento gay ganhou outros direitos em tribunais de menor instância, alguns compreensiveis pois, se duas pessoas vivem sob um mesmo teto e não estamos falando de sexo, essas duas pessoas produzem riquezas em comum e isto envolve; o compartilhamento de bens imóveis adquiridos em conjunto, entre outras riquezas.  O que se pretende com o PL122 é muito mais que isto, querem liberdade total em qualquer ambiente, para troca de carícias delicadamente chamada de manifestação afetiva, lembram que a mídia mostrou dois homens se beijando na boca pela vitória no supremo? isto ainda é pouco. Se já achamos inconveniente e atentatório principalmente em relação as crianças, mulher sentar no colo do  namorado trocando carícias em público,  o que falar do que se vê na televisão? Luta-se tanto para evitar que as crianças caiam nas garras de pedófilos e o Brasil está criando um clima que atrairá as crianças indefesas e que ficarão perdidas na escolha da sua sexualidade. Com a aprovação do PL122, não poderíamos dizer para estas indefesas crianças que esse comportamento é errado e nocivo, seríamos presos, antes de terminar o aconselhamento por crime de homofobia. Querem de toda maneira proteger o grupo gay de qualquer crítica e essa escolha do Supremo Tribunal para buscar seus direitos, foi um golpe de mestre. Se os parlamentares se descuidarem, o Supremo Tribunal exercerá o poder legislativo pois muitas decisões de tribunais, acabam virando doutrina para que instâncias menores se apoiem nas suas decisões mesmo que ferindo a carta magna do país, a nossa constituição. Os advogados que o digam. Mesmo sem uma lei ordinária, as pessoas que se sentirem ofendidas, entrarão via tribunal com reparação de "danos morais" sob o largo pretexto da homofobia. Isto é muito grave e o país caminha para essa via de mão única.

sábado, 7 de maio de 2011

EU SOU NABUCODONOSOR

Dn. 4:30 Falou o rei e disse: Não é esta a grande Babilônia que eu edifiquei para a casa real, com a força do meu poder e para glória da minha magnificência?.
Nabucodonosor era a cabeça de ouro de todos os impérios, as grandes conquistas e os jardins suspensos de Babilônia o fizeram se exaltar. Uma grande estátua foi erguida para centralizar diante de si e do seu nome, a fidelidade e o fervor de todo o povo caldeu. 
Nabucodonor nem precisava gritar a todo pulmão que era o maior de todos, suas atitudes davam a perceber o tamanho da sua soberba e isto chegou diante de Deus.
A história universal nos ensina que toda forma de imperialismo e poder centralizador saíram de um coração cheio de soberba e vaidade.
Pv. 16:18 "A soberba precede a ruína e a altivez do espírito, precede a queda".
O mundo conheceu grandes pregadores, que aproximaram milhões de telespectadores diante dos seus programas de televisão e a esses, faço referências apenas para mostrar que todos nós, temos um tempo para tudo e tudo vem de Deus.
A soberba e a vaidade quando enche o coração do homem, deixa tudo transparente por palavras e atos;  do soberbo, tudo é melhor, mais eficaz, mais producente. Lembro-me de um pregador que tinha tudo para ser o número 1 do ministério, porém, suas palavras tinham um tom de plenipotenciário e nos sentíamos como formigas, diante daquele eloquente pregador, mais tarde, derrubado como árvore sob o forte vento das tentações.
Conheço muitos que eram; humildes, piedosos, mas, aquele curso de teologia, aquela pós, aquele saldo bancário, aquele assédio por conta das belíssimas pregações os fizeram sossobrar.
A soberba afasta o homem dos carentes, dos mais simples mas também os afasta de Deus.
NABUCODONOSOR - Foi acometido por uma condição paranóico de caráter esquizofrenico? Não importa o que importa na verdade é que ele ficou sarado, quando levantou a sua voz e exaltou a DEUS, que pode humilhar os que andam na soberba.
Não deixo de concordar que gostaria também,  que DEUS levantasse muitos grandes homens e que estes ensinassem que o único grande é O SENHOR DOS EXÉRCITOS e fizesse este mundo tremer diante do poder de DEUS.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

CGADB - O QUE É E PORQUE É TÃO DESEJADA?

Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, ou simplesmente, CGADB é o órgão máximo da nossa igreja. Sempre que temos assembleias gerais e o temário é publicado, as pessoas nos perguntam se o tratamento dos costumes em nossas igrejas vão mudar. A CGADB reúne pastores de toda parte do Brasil, ali, são debatidos assuntos doutrinários e tudo o mais que tente afetar ou mudar os rumos da nossa igreja, no sentido doutrinário. A CGADB não exerce poder sobre as igrejas, no tocante a isto, prevalece a máxima  "em cada cabeça, uma sentença" porém, as Assembleias de Deus conservam algo muito precioso que é a manutenção das doutrinas fundamentais da Bíblia Sagrada. As heresias são combatidas com firmeza. As decisões tomadas nas assembleias gerais,  respeitam a opinião do plenário que se manifesta na votação dos assuntos discutidos. Outra questão que sempre pautou as reuniões, foram as chamadas invasões de campo. Esta questão ficou para o passado, hoje, ministérios e pastores individualmente abrem igrejas em qualquer lugar e já não se discute muito esta questão. No tocante a costumes, as Assembleias de Deus tem de forma visível, duas correntes, os conservadores,  os liberais sobrando de cada lado, um punhado de pessoas que considero extremistas: Os que acham que tudo é pecado e os que acham que nada é pecado.
A CGADB pela CGADB não possui atributos que atraiam pessoas interessadas em presidi-la se não fosse a "GALINHA DOS OVOS DE OURO", a Casa Publicadora das Assembleias de Deus, empresa que é um braço natural da CGADB, responsável pelas publicações de revistas, livros e outros periódicos é que atrai fortes interesses para que pastores busquem a presidência da CGADB e briguem por ela. A Casa Publicadora pode servir de plataforma para que um pastor se projete nacional ou internacionalmente e, se as intenções não forem boas, o caldo estará derramado e dai para frente, só Deus para nos acudir. Diante das grandes mudanças sociais, a CGADB tem aproximado os grandes pensadores, teólogos e juristas, da nossa igreja em torno de questões que exijam uma maior e melhor apreciação como: Aborto, movimento gay e leis de exceção, como o PL 122. Particularmente, creio que a CGADB precisa mudar sua postura para enfrentar os grandes desafios que ameaçam a liberdade da igreja no Brasil. No meu entendimento, cada estado, deveria ter um órgão da CGADB em nível de Conselho Regional, que poderia se estender aos grandes municípios, com departamento jurídico capaz de defender igrejas e pastores  que estejam ou venham sofrer qualquer ameaça a sua integridade e violabilidade dos direitos constitucionais, notadamente, igrejas que não disponham de recursos. Atender de maneira mais pessoal, pastores que vivem  abandonados com suas famílias, sem qualquer apoio, enviados e abandonados a própria sorte por seus ministérios, sem ter quem os ouça e sem qualquer amparo social. Para desejar a presidência da CGADB, o candidato precisa mostrar que não tem interesse imperialista. Percebo que a humildade está escapando pelos dedos de muitos que buscam se projetar em torno do grande nome da ASSEMBLÉIA DE DEUS, isto é um mal que somente a unidade dos pastores e ministérios poderão deter. Finalmente, acusam o Pastor José Wellington de perpetuar-se na presidência; com relação a isto, tenho sempre uma dúvida: Se o poder cair nas mãos do norte, quando passará a outras mãos? Mudanças são necessárias, mas, vamos devagar com o andor, porque o santo é de barro.