Tradução deste blog

terça-feira, 28 de junho de 2011

LINGUAS ESTRANHAS, MUITO ESTRANHA?

De vez em quando, leio alguma matéria onde alguém querendo criticar algum posicionamento meramente humano, notadamente de pentecostais, atribuem a ignorância o fato da pessoa falar língua estranha complementando com o "muito estranha".
Recebi o batismo com Espírito Santo em Agosto de 1966, em uma manhã fria de domingo, todo mundo com cara de quem ainda não havia acordado e com razão, domingo, inverno e manhã. O coral do qual fazia parte, cantava um hino tradicional do "Coros Sacros" e na metade do hino, um tocha de fogo me envolveu e pela primeira vez, falei em línguas a semelhança do registro de   Atos dos Apóstolos. Ninguém estava empurrando para esse fim e a partir daí, tive muitas boas experiências com Deus. As minhas maiores lutas como pastor, foi mostrar que a nossa vida deve ser conduzida pela razão e pela palavra de Deus e as profecias em tese, tem tripla finalidade: Consolar, exortar e edificar. Essa é a regra bíblica. Como Deus e somente Deus trabalha por excessão, ele usa como quer porém, não atropela a sua própria palavra, nem torna seus atos uma constante repetição que possa virar doutrina. As profecias e temos muitos testemunhos que em determinadas circunstâncias, Deus pode usar alguém para notificar algo para nossas vidas. Já provei dessas experiências. Alguns afirmam que nesta dispensação, não se atenta mais para profecias, porém, temos no livro de Atos dos Apóstolos, fatos relevantes para provar o que afirmo:  Atos 13:2 a profecia em ação na igreja de Antioquia, Atos 15:32 Judas e Silas, profetas da consolação Atos 21:10-13 Ágabo que predissera a fome em todo o mundo, antecipando a coleta para os necessitados,  (atos 11:27-28) agora prevê a prisão de Paulo.
Por que de tanta confusão. Porque tem muita gente forçando a barra somente para consagrar pessoas ao ministério, tem gente forçando a barra para dominar a igreja ao seu bel prazer e tem muita gente que não se dá por avisado e ainda fica bravo com o pastor quando este, zelosamente recomenda um olhar para a Bíblia e não dar ouvidos a profecias principalmente quando o "profeta ou vaso", recomenda não contar nada para o pastor. Já vi muita gente quebrar a cara com essas profecias lavadas e depois revoltados, saem culpando a igreja e alguns culpam a Deus dizendo: "Mas Deus falou...".  Deus nos dá o que é melhor; a sua palavra e o penhor do seu Espírito. Só erra quem realmente fecha os olhos para os bons ensinamentos e cai nas mãos de muitos aproveitadores de plantão. Há muitas questões  ligadas a nossa vida que não precisamos perguntar a Deus se ele aceita ou não, se é pecado ou não. Deus nunca mudou a sua mensagem ao enviar Moisés a terra do Egito e a mensagem hoje é muito bem definida:
ITes 4:3 Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição.
Rom.8 "Portanto agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas, segundo o espírito.
Rom. 8:8 "Os que estão na carne, não podem agradar a Deus".
Sempre aconselhei os irmãos que nunca me perguntassem se isto ou aquilo é pecado pois a minha resposta nunca agradaria pois seria sempre sim ou não. Quando perguntam se deve ou não deve, fica mais fácil porque peço para avaliar se o que pretendem, os aproxima mais de Deus, caso contrário, recomendo: Caiam fora.

O PASTOR E SUAS PREFERÊNCIAS

Não há pessoa mais visada que o pastor; todos querem saber para que time torce, se escorrega para algum tipo de bebida acoolica, se tem preferências na área da sexualidade, as roupas que veste, se paga suas contas em dia, se é um bom pai, se trata cavalheirescamente sua esposa como trata as irmãs na igreja; todos o examinam detidamente para formar opinião se é ou não um homem de Deus.
Não há oficio que exija mais cuidados que o ofício pastoral. O pastor deve ter consciência que lida com pessoas que detém as mais diversas opiniões acerca das coisas comuns da vida, que lida com suas almas, que auxilia na salvação delas, promovendo o bem estar social e espiritual. Deixar de emitir opinião de forma pública sobre determinados assuntos, não é estar escondido em si próprio, mas, inteligentemente, não provocar o ânimo de determinados grupos dentro ou fora da igreja cujas opiniões divergem de forma natural, salvo, em questões de defesa da fé. O capítulo 14 da carta de Paulo dirigida aos Romanos, trata da tolerância para com os fracos na fé e não parece ser muito bem observado por nós. Quanto mais lemos a Bíblia e amadurecemos, mais ampliamos as fronteiras do nosso entendimento e experiências. Conduzir pessoas ao caminho da santificação é extremamente penoso porém, ladeira abaixo, já dizem que todo santo ajuda. A minha recomendação aos milhares de pastores  é que procurem preservar sua imagem como homem de Deus, em assuntos  que causem demasiada polêmica, guarde-os para orientação ao pé do ouvido de quem o procurar e mesmo assim, todo cuidado é pouco pois sempre há os que procuram o pastor, não para conseguir esclarecimentos sobre determinada matéria mas sim, para provoca-lo e depois sair deturpando as coisas, causando animosidade no seio da igreja.

sábado, 25 de junho de 2011

BELEM DO PARÁ E OS 100 ANOS

Quanto irmãos encontramos nas ruas que demonstram estar escandalizados com a postura do Belenzinho, liderada pelo Pastor José Wellington Bezerra da Costa, também presidente da CGADB e tudo por conta do "malho pesado" imposto pelo pastor Silas Malafaia nos seus programas de sábado, em defesa da igreja do Senhor em Belém do Pará, liderada pelo Pastor Samuel Câmara ou em defesa do próprio pastor da igreja de Belém. Como cristão e menos como pastor, ouço os queixumes e quando o meu interlocutor termina, parto para defesa da verdade que para o Brasil, só tem uma, a verdade do Malafaia, até porque, o programa da CGADB capitaneada pela Casa Publicadora, se atem a fatos históricos e as pregações do pastor presidente, a evangelização. Fico imaginando se estes caíssem no jogo do pastor Malafaia, que guerra não estaríamos assistindo pela televisão. Deixo apenas uma pergunta e abro espaço para quem quiser responder sem parcialidades; Em que momento, a igreja "mãe" convidou a CGADB ou o seu presidente para participar da festa dos 100 anos. Do lado de lá, no outro mundo, quando alguém comparece sem ser convidado, recebe a pecha de "penetra".  Qual será a pretensão do pastor Malafaia em fazer esquentar essa briga. Onde está o pacificador de Mateus 5:9.
Há um nome que deixou muitas saudades nos meios assembleianos, Missionário Eurico Bergstén, esse, podíamos dizer que era um santo homem de Deus, sabia como ninguém, promover a paz, a concórdia, e tudo porque, não era um "megalomaníaco" como a maioria dos pastores contemporaneos,  dava gosto, ouvi-lo, tive a honra de ser batizado pelo Missionário Eurico Bergstén.
Quando ia as escolas bíblicas do Belenzinho, podia ouvir o som da trombeta, o que menos importava era a grandeza do nome, pastores que vinham de todos os cantos do Brasil, para nos ensinar o que era de verdade ser pastor. O que essa nova geração de líderes com essa mania de imperador, pode passar para novas gerações? briga, dinheiro, conquistas, grandezas, um nome igual ou maior que o de Cristo e conchavos estranhos com movimentos estranhos como aquele líder assembleiano visto em um vídeo ao lado do reverendo Moon e outras alianças feitas com movimentos cuja doutrina, nós da Assembleia de Deus, sempre repudiamos [falo de doutrinas e não de nomes ou movimentos], o que os crentes poderiam dizer ao ver os seus líderes, marchando para Jesus? ou aplaudindo o bispo Macedo. Que confusão é esta, instalada nos arraiais das Assembleias de Deus que sempre zelou por sua doutrina, [falo de doutrinas basilares e não de costumes]. Novamente sou forçado a lembrar a fábula do escritor George Orwel em a "Revolução dos Bichos"; Não sabíamos quem era porco nem quem era gente [a palavra porco aqui, se contextualiza na própria fábula, não é dirigida como ofensa a pessoas].
Qual será o fim de tudo isso? Almas? e o que fazem delas? crentes brigões? descontextualizados da verdade? O que é a verdade para esses novos líderes ou super líderes?
Palmilhas apostólicas, sal grosso, pedidinho de oração para transitar em julgado nessas marchas, rosa ungida para espantar demonio, água do Rio Jordão. que diferença fazem de tudo aquilo que criticávamos no catolicismo romano? Eles correm atrás do "Padim Cícero de Juazeiro" os nossos, correm atrás de 3 ou 4 nomes que estão na mídia. Faz diferença?
 O espaço está aberto, não consigo escrever mais pois estou tomado de profunda tristeza pelo novo caminho aberto que vai levar a Assembléia de Deus para canto nenhum.
Ora vem Senhor Jesus.

E.T. Minha querida esposa perdeu o sono e está aqui do meu lado conversando comigo e eu escrevendo, nem sabe que estou denunciando isto,  rs...

terça-feira, 21 de junho de 2011

PAI, COMO SABER QUANDO É GAY?

Essa pergunta foi feita pelo filho de 7 anos do meu amigo, fulano de tal. O pai lhe perguntou qual o motivo da pergunta e ele disse que tinha visto um garoto beijando outro no queixo. Estatuto da criança e do adolescente, órgãos de proteção da infância e da juventude e tantos outros títulos, fico me perguntando para que serve?
Obviamente na cabeça de um gay declarado, o caminho seria explicar para o filho que não ignore esse fato, nem ache estranho, pois tudo isso é normal. normal? É isto que "Insensato Coração",  novela da Globo, está propondo? Outra questão preocupante, será o problema de adoção por casais homo-afetivos. Uma família amiga, evangélicos, foram até Recife com outras duas famílias, para adotar algumas crianças que estavam sofrendo seriamente na companhia de um pai drogado e uma mãe alcoólatra, as mais velhas, possivelmente já tinham sofrido alguma bolinação. Foram trazidas pelas famílias e vivem próximas umas das outras; deu pena ver o estado delas, quando chegaram. Tenho contato apenas com uma família e a criança adotada, está linda, bem tratada e esbanja com sua inteligência. A maratona foi difícil, exigiu paciência e recursos para concluir o processo que passa por investigação sobre a capacidade da família, física, mental e financeira para efetivar a adoção. Se dois homens, resolvem adotar uma criança, principalmente se for do sexo feminino, fico a me perguntar, como essas duas pessoas irão educar, que tipo de referência projetarão sobre ela e quanto  a proximidade natural de uma mãe com sua menina? nada disso importa? Se for menino, certamente irão dizer para ele que todo mundo tem um gay enrustido, que pode soltar a franga sem medo, pode? Assumir um desvio de conduta pode até ser compreensivel aos nossos olhos, pois quem pode impedir uma criatura de ser o que quiser ser e dar o que quiser dar? Tudo isso parece por demais simples aos olhos de alguns legisladores e alguns juizes togados, porém, o mundo está forçando a barra para enfiar a sociedade num tuneo escuro, cujas consequências  são previsíveis e imagináveis. É uma perfeita negação a Deus e a obra prima da sua criação.

Lv. 18:22 Com varão te não deitarás, como se fosse mulher: abominação é;
           23 nem te deitarás com um animal, para te contaminares com ele; nem a mulher se porá perante 
                um animal para ajuntar-se  com ele: confusão é. 

Nesse sentido, homofóbico ou não, Deus não deixará impune os que praticam tais coisas. Não somos profetas do fim do mundo todavia, tudo isto terá um fim com a vinda de Jesus e depois do milênio, o juízo do trono branco descrito no livro do Apocalipse de João Batista 20:11-15.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

O BRASIL SEM AS IGREJAS EVANGÉLICAS.

Nós evangélicos, nos permitimos censurar tudo o que é oferecido pelas igrejas e que não estejam dentro dos padrões doutrinários da Palavra de Deus (Bíblia Sagrada) porém, seria possível avaliar as milhares de pessoas tiradas do fundo do poço? famílias restauradas, viciados recuperados e doentes curados? Tenho um amigo, entre muitos, que hoje é pastor, um ganhador de almas, foi tirado das ânsias da morte, na tentativa de suicídio por conta de vícios.  Se alguém faz mal uso do ministério cristão é porque há quem os aceite. Se o cidadão não dá o seu dízimo nas muitas igrejas que existem, gastará no balcão do bar, nas casas de jogo, na prostituição, com danos para si próprio e muito para suas famílias. Parem nos domingos nas portas das milhares de igrejas evangélicas e verão famílias, bem vestidas, saindo dos cultos, umas para comer uma deliciosa pizza acompanhada de refrigerante e outras direto para casa, dormir cedo e acordar cedo para o exercício das suas atividades, inclua-se nesse número, os milhares de jovens que não saem para espancar outros em portas de boate, incendiar moradores de rua ou ainda espancar gays.
Batistas, presbiterianos, assembleianos, congregação cristã no Brasil, Universal e tantas outras, prestando um relevante serviço a pátria pois esses crentes são ensinados a respeitar as leis e o próximo e chamamos de "desviados" aqueles que não se sujeitam as disciplinas da Bíblia Sagrada, não por fraqueza mas por impiedade.
Parabéns a todas as igrejas evangélicas por cumprirem o seu papel social e espiritual. Há muito por fazer mas certamente com oração e informação, vamos nos fortalecendo e glorificando a Deus em nossas vidas.

sábado, 18 de junho de 2011

STF E A LIBERDADE DE MANIFESTAÇÃO DOS USUÁRIOS DA ERVA

Estava assistindo o vídeo das considerações dos ministros do Supremo Tribunal Federal sobre a permissão de manifestação pública dos usuários da maconha, confesso que não contive o riso para acompanha-los, pois, eles também riram e um dos ministros, ponderou que o STF não fosse julgado por essa decisão pois não se tratava da legalização do uso mas da manifestação pública.
Há alguns anos atras, achava muito interessante, no pior sentido, quando via na Europa ou Estados Unidos, as diversas manifestações pró interesses de grupos, gente pelado, gente fumando, gente chingando, tudo era motivo para manifestação pública, nunca pensei que isto chegasse as terras de Cabral. Chegou.
Chegou a manifestação dos gays, das vadias, dos peitos de fora, do uso da maconha e tudo isso é motivo para riso.
Olhem! me repugna a maneira como muitos conduzem o evangelho em nosso Brasil, quando até o dízimo já pode ser pago com o uso do cartão magnético, todavia, broncas a parte, as igrejas evangélicas, inclusive eu, ja experimentei isto, tirar pessoas do alcoolismo, das drogas, ver famílias retomarem a normalidade das suas vidas, ver pessoas sairem das cadeias e se ajustarem a uma vida social de trabalho com  bons resultados, como também já vi muitos, porém menos, retornarem ao lamaçal dos vícios. Quanto custa o vício? Somente quem já viu famílias inteiras serem dizimadas pode dar uma palhinha sobre o assunto. Sabem o que significa ver um filho roubar para pagar o vício? Sabem quantos pais, passam noites em claro porque o filho está em algum canto usando todo tipo de drogas e mais popularmente a maconha? Porque o STF achou, pelo risos, tão patética essa apelação que para vota-la, não precisou de muitos esforços, a não ser, achar as palavras certas para explicar à sociedade a razão de terem votado a favor da manifestação?
Porque todos os assuntos que sabidamente não passam na Câmara e no Senado Federal, agora correm direto para o Supremo? Estamos todos ficando loucos? Foi o presidente francês Charles de Gaulle que disse: "O Brasil não é um país sério" e  estamos consolidando nas muitas decisões esta falta de seriedade?
A ação do Supremo Tribunal Federal não está se transformando numa forma de governo paralelo de onde emanam as decisões que nortearão a vida pública?
Recentemente em São Paulo, a polícia liquidou com um bando que cobriam as falcatruas dos médicos que ganhavam para fazer plantão e não o faziam acobertadamente, Não dá nem para falar em medicina preventiva. Temos medo de ir a um médico, pois não temos total confiança nos muitos que estão clinicando. Lembro-me da minha saudosa mãe que teve um derrame e ao marcar consulta para o atendimento necessário, deram-lhe quase cinco meses de espera. Lamentavelmente, não vejo qualquer grupo, lutando por um melhor ideal de vida, não falo de riqueza mas de respeito aos nossos conterraneos, choro quando vejo crianças sendo prostituidas, escolas caindo aos pedaços em pleno terceiro milênio e em plena globalização. Não é sem razão porque derramamos nossas lágrimas junto aos bancos das nossas igrejas pois Deus certamente julgará esta geração por todos os males que estão semeando.
Fico triste pela próxima geração, o que será deles?

sexta-feira, 17 de junho de 2011

VIOLENCIA CONTRA A MULHER - MINIMIZANDO O PROBLEMA

Hoje pela manhã tomando o meu café na padaria do bairro, (tomar café olhando o mundo pela janela da padaria, me faz muito bem, eu aproveito para olhar também para dentro de mim), a televisão estava ligada no jornal e a matéria mostrava várias mulheres com rostos inchados e hematomas pelo corpo, vítimas de seus companheiros.
Estou cá, pensando nessa questão e nem me pergunto, se isso terá fim. A minha vida pastoral, me permitiu acompanhar muitos problemas de casais, os motivos para divergências, são extensos e sei que para tudo tem uma saída. Particularmente, posso dizer que mesmo com sanção de pena de morte, essas agressões não terão fim, pois o individuo violento não costuma avaliar as consequências para os seus atos. Desta forma, posso entender que a própria mulher pode minimizar o problema se fizer uma boa avaliação. Dentro das igrejas, quando o assunto é namoro, noivado e casamento, acho as mulheres, não todas, óbvio, muito ingênuas na hora de escolher com quem pretende viver; o normal é se apaixonar antes para descobrir depois ou achar que pode transformar o homem da sua vida!!! Sempre disse e volto a afirmar, que há casos em que nem Deus muda o caráter do homem. Deus não invade casa com porta fechada. A grande maioria das mulheres vítimas de violência doméstica, não ignoravam a personalidade do companheiro no período do namoro, ninguém se torna violento do dia para a noite, salvo em condições muito adversas. Há homens que são verdadeiros artistas, conseguem pintar a fachada da casa e esconder o verdadeiro conteúdo. Sempre que uma jovem me pedia conselhos para casamento e me perguntava se devia orar para que Deus desse uma orientação para sua escolha eu recomendava: orar e ao mesmo tempo buscar o histórico familiar pois quem xinga a mãe, maltrata o pai e chuta o cachorro do vizinho, fatalmente fará isso mesmo com sua companheira. Quando o Patriarca Abraão(*) mandou Eliezer em Padã Arã buscar uma noiva para seu filho Isaque, os sinais incluíam, além da direção divina, a questão do comportamento, do caráter e foi exatamente isto que Eliezer viu em Rebeca, na fonte e junto a sua família. Creio profundamente no milagre da transformação de vidas mas isso, não elimina a possibilidade do homem retornar a sua velha natureza. Uma boa escolha, na direção de Deus, pode em muito contribuir para felicidade do casal e a constituição de um lar abençoado.

(*) Texto Bíblico citado:  Gênesis 24.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

A GUERRA NOSSA DE CADA DIA.

Levantar pela manhã,  tomar uma  chuveirada quente neste início de inverno e um delicioso café matinal, nos faz muito bem. Ouvir o jornal da manhã para estar informado sobre o tempo e o transito, escolher o traje certo,  e sem titubear,  assim vamos nós.
Sair de casa é um grande desafio, seja no transito  dirigindo o automóvel ou no transporte público, é uma guerra surda. Já  saímos desconfiados de tudo e de todos, não sabemos de que lado, surgirão as agressões sejam elas; verbais ou físicas, sem contar as violentas mortes por acidente no trânsito e assaltos, chega a assustar. No trabalho, travamos uma batalha para contentar as chefias, produzir do razoável ao melhor, sempre de olho nas atitudes dos colegas, alguém pode dar uma derrapada e causar um grande dano em nossas trincheiras. Na luta pela sobrevivência, fica difícil saber quem verdadeiramente é amigo e quem está disposto a renunciar o assédio do chefe, para proteger aquele "chegado" de tantos anos, com quem reparte o churrasco no final de semana. Bem! terminou o dia e voltamos para casa, o lugar de paz é ali, no sofá, após o lanche ou janta, procuramos refazer as nossas forças, ligamos a televisão e não porque somos viciados, porque é uma forma de fugir por algum tempo do mundo real para o mundo da fantasia. Ledo engano. Na tela, a guerra das emissoras, cada uma buscando maior audiência e para essa conquista, qualquer arma vale: Ver dois machos se beijando, aquela jovem e bela modelo desfilando de lingerie, a noite em que Bebel dormirá com Marco Antonio, traindo Pedro e aquele jornalista que faz do crime, uma narração de futebol. Escapa  pelos dedos, a oportunidade do bom e velho diálogo, ninguém quer conversar diante da programação preferida. Vamos todos para cama;  A esposa vira para um lado e o marido para outro, já não há forças para intimidades, o corpo de 60 kilos parece ter 120, a libido desceu a nível zero por conta das pressões relacionadas aos problemas domésticos e financeiros do casal; muitos esquecem de agradecer a Deus pelo dia, pela refeição, pela família, e assim vamos nos embrutecendo cada dia mais. Grupos se levantam, exigem direitos e provocam ainda mais os discordantes com suas atitudes; glbts, vadias, invasores de terras e quantos mais surgirão para aumentar a fome de guerra? No canto da praça, outro grupo, parecem zumbis,  tentando achar uns trocados para comprar sua pedra de crack, esperam morrer no seu vício, são soldados que já deixaram o campo de batalha, para lutar a sua própria luta em que o inimigo, é ele próprio. Uma dose de cachaça e passarão mais uma noite no relento, expostos ao frio da madrugada. Assim é a nossa guerra de cada dia.
Somente o Senhor Jesus, pode levantar barreiras e nos dar a proteção necessárias a paz. Não nos deixemos levar pelas loucuras da sociedade moderna, sempre que possível, vivamos a paz.
A todos os meus leitores, o Salmo 23: O Senhor é o meu pastor e NADA me faltará...

terça-feira, 14 de junho de 2011

O ARREBATAMENTO OCORRERÁ OU É UTOPIA? E AS ROUPAS?

Viver no mundo dos blogueiros é uma loucura, é como alimentar a caldeira da velha Maria Fumaça. A última que vi postado no Blog do meu amigo Pastor Ciro Zibord foi com respeito ao vídeo de aula do Pastor Gondim? Não o conheço. A produção não é das melhores todavia, parece-me que o citado pastor, dava uma aula de escatologia e dizia para os seus alunos (coitado de quem comeu e gostou) que a vinda do Senhor é uma utopia. Confesso que não estava com vontade de gastar fosfato com este assunto mas, em nome da simplicidade de muitos que não discernem mentiras entre verdades, só posso dizer que fico profundamente irritado quando vejo um sujeito inventando estórias que não estão explicitas na Bíblia Sagrada e esta tal de utopia é uma delas. Não sei como um cidadão consegue inventar tanta parolagem. Outra coisa que me irrita e ja ouvi de pessoas próximas: "Isso está nas entrelinhas da Bíblia". Se nos descuidarmos, um esperto virá com uma outra bíblia tirada das entrelinhas da Bíblia . O arrebatamento da Igreja ocorrerá exatamente como Paulo o descreve em suas cartas, chamamos de primeira etapa da segunda vinda quando Jesus vem primeiramente para os que o esperam para salvação. Outra questão relacionada está na fantasia de que as roupas dos crentes arrebatados ficarão na cadeira, no assento do avião, na esquina  e segue em frente. Como a Bíblia não detalha essa questão, prefiro compreender que os corpos serão transformados e arrebatados para estarem com o Senhor pois receberão corpos incorruptíveis;  os que dormiram em Cristo ressuscitarão primeiro para juntos, encontrarmos com o Senhor nos ares. Obviamente, as roupas não subirão com os salvos e certamente desaparecerão. não me chamem para o tablado porque nessa briga eu não entro. Prefiro aguardar com paciência. Melhor é subir que discutir e ficar.

ICo 15:50 Carne e sangue não herdam o Reino de Deus.
ICo 15:52 Num momento, num abrir e fechar de olhos.
Fil 3:21 O Senhor transformará o nosso corpo abatido para ser conforme o seu corpo glorioso.

domingo, 12 de junho de 2011

GLOBO RURAL E O NORDESTE QUE DÁ CERTO.

Considero o "Globo Rural" um dos melhores programas da nossa televisão pela singularidade. Parabéns a Rede Globo e aos apresentadores, dá gosto assisti-los.
Hoje pela manhã, duas reportagens me deixaram suspenso; a primeira, me deixou sem entender porque pagamos o leite, falo de São Paulo, a R$ 2,40 os de primeira linha, quando o produtor, dizia receber apenas R$ 0,60 por litro do leite. Fiquei pensando porque pagamos tão caro por um produto que não pode faltar na mesa do pobre? sabemos da sazonalidade do produto, porém, hoje, a industria o acondiciona em caixas com prazo de validade além das preocupações da sazonalidade, por facilidade  de armazenamento. Alguma coisa não está bem claro e quando o governo interferia nos preços de alguns produtos, logo vinham as gritarias que a economia de mercado não permite o gerenciamento por parte do governo.
A segunda reportagem me comoveu profundamente e me segurei para não chorar.
É a segunda vez que vejo o programa tratar do assunto. No primeiro, um gaúcho saiu da sua terra pela falta de perspectiva  na produção e colheita da soja por conta da variação climática. Pôs a mudança no caminhão e como um verdadeiro migrante, foi para as bandas do Ceará, chegou lá, sem casa para morar, adquiriu as terras que precisava e trabalhou-a, assim estabilizou a sua condição financeira, construindo uma belíssima moradia com todos os confortos da modernidade. No programa de hoje, um catarinense  saiu da sua terra, foi para as bandas do Ceará, adquiriu terras e sob suspeita dos vizinhos que a coisa não funcionaria, plantou rosas e hoje, exporta para a Europa, dando emprego para muita gente. O que quase me fez chorar foi quando os repórteres foram a uma casa cuja moradora, hoje trabalha nesse empreendimento; O marido a havia abandonado com 3 filhos adolescentes, que já tinham experimentado a fome e quando a modesta casa em que habitavam estava totalmente comprometida, a empresa lhes entregou uma confortável, ampla e segura habitação.
Fiquei pensando logo nos coronéis que povoaram o nordeste com seus engenhos de cana de açúcar, nos políticos que tiraram grande proveito da pobreza dos nossos irmãos nordestinos. Da SUDENE, lembram? que alguns coitados pensavam ser uma senhora chamada Da. Sudene que morava no Rio de Janeiro e mandava algum dinheiro para eles? Algum sim, porque a maior parte, serviu para dar mais conforto a alguns coronéis e políticos da época.
O nordeste, dá muito certo, lembro-me de um paraibano que tinha cursado agronomia e acreditava que se Israel tinha plantado no Negev eles também conseguiriam e nunca mais se ouviu falar nesse nordestino nem na sua crença. Hoje o Nordeste ainda surpreende pelo que produz e a pobreza misturada ao turismo sexual, seriam banidos do território na proporção do crescimento. O nordestino é um forte, despojado, trabalhador; verdade que as vezes encontramos alguns por estas plagas que mancham a dignidade desse povo aguerrido.
O Nordeste dá muito certo e permita Deus que essa região transforme o Brasil no celeiro do mundo.

sábado, 11 de junho de 2011

UMA PÁ DE CAL NO PL 122

O movimento que envolveu diversos seguimentos religiosos em Brasilia no dia 01 de junho de 2011, certamente deixou claro à nação brasileira que, em se tratando de proteger direitos constitucionais, sabemos fazer história  e que as diferenças teológicas ou até filosóficas, não atrapalham quando o interesse é o bem comum da nação brasileira.  O que nós evangélicos queremos é que nos respeitem como povo grande que somos, pois aprendemos desde o berço, a respeitar e não desprezar as pessoas, qualquer que seja sua filosofia de vida. Perceba-se que quando os diversos grupos existentes lutam para ter liberdade e cito aqui o movimento gay e o mais novo movimento denominado "A marcha das vadias" dentre outros, o que se pretende na verdade, não é garantir o direito constitucional de ir e vir. A minha liberdade não pode cercear a liberdade de outros, porém, não podemos confundir liberdade com libertinagem. Uma mulher para dizer que é livre não precisa sair pelas ruas semi-nua, de maneira provocativa e ainda exigir respeito, não é saudável que um ser humano faça coisas bizarras e ache que toda sociedade precisa aplaudir ou abrir espaço para que se procriem outras bizarrices.
Quando se fala em parecer prostituta, eu lamento que elas sejam usadas como referência para coisas feias, pois eu tenho o maior respeito por elas, muitas entram na vida de prostituição por culpa da própria sociedade que se comporta de maneira hipócrita e egocêntrica, sejam democratas ou comunistas; são todos iguais. Sabe-se secularmente que a prostituta se veste para atrair pessoas interessadas nos seus serviços, basta andar pela zona do meretrício. Uma mulher que queira respeito, sabe diferenciar tudo isto. O que se pode falar de uma mulher que se permite fotografar sem calcinhas, com aquela cruzada de perna ou uma levantada proposital. Somos loucos? Idiotas? daí, compreendemos que esses grupos, não buscam liberdade para uma vida de paz e sim de provocação as milhares de pessoas que não concordam com essas posturas. O tom dado na mídia e não faltam aplausos porque  aumenta o ibope, é que tudo é normal portanto, se uma criança está na sala vendo TV e de repente, vê dois machos se beijando e se agarrando, vai achar isso normal e fatalmente, se não houver uma assistência, vai em busca dessa experiência. Dizer-lhes que o comportamento homossexual não é correto, não se trata de homofobia sujeita a criminalização.   Apenas para finalizar, a medicina vez ou outra se manifesta contra o sexo anal, dizendo ser perigoso à saude dos praticantes. Deus fez tudo direito e cada órgão com sua função específica. Respeitemos pois o que Deus criou e respeitemos as famílias e acabem com essas homofobias contra os héteros-sexuais. Sei que esse movimento não tem o apoio de todos os homossexuais.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

EU SOU PROFESSOR

Identificar os limites entre a vaidade pessoal e a "simplicidade" pelo uso do pronome "EU" nas realizações, sempre foi um tormento pois qualquer coisa que fizéssemos com essa afirmação, já era um grande motivo para críticas e aparente pretensão. Com o passar do tempo, aprendemos a usar o "EU", a meia voz, com cautela. No tocante ao ensino bíblico nas nossas escolas dominicais, evitávamos dizer; sou professor, pois parecia ser uma usurpação, já que tudo que tínhamos, nem sequer dependia do ensino secular, tudo era do Senhor e graças a Deus, que entendemos que tudo é mesmo do Senhor, dele, por ele e para ele. Com o avanço das escolas teológicas, ampliamos o nosso entendimento no sentido de compreender que conhecer a Deus e a sua palavra, não restringe os nossos passos como alguns que enfiam a "cara" dentro da bíblia e esquecem que  todos nós, cristãos, vivemos no mundo, dele participamos e concorremos sim, as boas posições tanto no campo da ciência quanto no campo da vida social. Sou professor sim, pela graça de Deus e sempre usei a Escola Bíblica Dominical, para construir vidas. Quando entreguei minha vida para Jesus e falei ao meu primeiro pastor que pretendia voltar aos estudos, tomei uma baita bronca, todavia, como pastor, sempre procurei estimular a nossa juventude a conquista da universidade pois somente assim, podemos encarar de frente os mais intrigados problemas sociais. Na última igreja em que trabalhei, institui o premio de entrega de uma placa de prata, aos formandos em nível superior. Na escola dominical, ensinávamos o respeito que os alunos deveriam ter com seus professores seculares, a sociedade e as autoridades. Não se via um jovem cristão maltratando o seu professor, fazendo bagunça na classe pois se isto ocorresse, imediatamente chamávamos o jovem a responsabilidade e o receio de ser disciplinado o fazia repensar sua posição. Com o enorme crescimento da igreja, isto hoje parece estar fora do alcance. Assim, sempre fui professor, sempre ensinei e se há algo que amo, é ensinar, tenho um profundo respeito pelo magistério, pelos que ensinam, razão pela qual conclamo, cuidemos melhor dos nossos professores. Aos mestres com carinho, dedico o meu pensamento e a minha oração para que continuem sendo vistos como quem exercita o sacerdócio.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

MOVIMENTO GLBT - NÃO ENCONTREI O VIDEO

Segunda feira dia 06 de junho a noite,  no portal da UOL encontrei um vídeo onde o líder do movimento GLBT falava sobre a parada gay, a falta de recursos e de quebra, comentou sobre o kit do Ministério da Educação e concluiu suas palavras dizendo que caso o Ministério da Educação não patrocinasse as cartilhas, o movimento as entregaria nas escolas, nas ruas e etc. Pela manhã quando fui vê-lo novamente, já não o encontrei. As palavras do líder ao falar sobre sua cruzada para distribuição do tal material "educativo" foi tão incisiva que me fez lembrar das cruzadas da idade média e das guerras de conquista, fiquei impressionado e pensando: Se eu tivesse um filho pequeno em idade escolar, e caminhando fosse atropelado por uma pessoa, forçando a mim ou ao meu pequeno filho a entender o que eu com 64 anos não consigo entender e nunca vou entender qualquer coisa que contrarie a Palavra de Deus, qual seria minha postura n'uma hora dessas? Ao ver esse vídeo, percebi que não estão para brincadeira. No programa do Jô, outro líder disse que estava muito satisfeito com sua opção, opção para que? e que recomendava aos héteros que pusessem filhos no mundo para que se tornassem gays? isto que entendi. Por essas e outras, percebe-se que o movimento não quer apenas o respeito como pessoas, querem mais, querem dominar o mundo social, querem liberdade para fazer o que bem quiserem, sem ter quem os moleste. Já cansamos de dizer, que não nos incomodamos com as pessoas e suas opções, o que nos incomoda é essa cruzada desenfreada, inclusive a pressão feita aos parlamentares para aprovação do PL 122. Podem sair do armário, mas, fiquem dentro dos seus quartos, pois, Deus julgará o homem pelos seus atos e não adianta rasgar a Bíblia, já tentaram isso, quando o evangelho chegou no Brasil e em outros momentos históricos. JESUS, continua salvando, curando e ainda dá os dons do Espírito Santo.

sábado, 4 de junho de 2011

A MARCHA DAS VADIAS

Não estou inventando o título. Assim está publicado na página da UOL para colaboração com a Folha de São Paulo e disponibilizado a todos os assinantes UOL. Conforme publicado, a organização do evento prevê uma movimentação de 6.000 pessoas que acessam o Facebook da organização. Reproduzi abaixo, texto  com fidelidade, para que todos entendam o sentido do movimento. Concordo que a liberdade da fala, tem levado muitos a pronunciarem ofensas de forma generalizada. Há uma questão que considero grave, é a maneira como algumas mulheres tem usado a rua como vitrina para inocentemente, desfilar com trajes semelhantes aquelas que comercializam o seu corpo e não adianta achar ruim, serão sempre alvo de piadas e algumas de muito mal gosto. Leiam abaixo, um projeto de lei do deputado petista, Orlando Fantazzini sobre exposição de nudez e que não tem qualquer conotação machista. O que quero considerar aqui, são alguns pontos que considero importantes:
1) Os gays querem garantias legais para agir com total liberdade, sem serem incomodados e agora, mais um grupo se levanta e pede os mesmos direitos. Logo, algum deputado vai apresentar projeto de lei, com vistas a criminalizar homofobicamente quem pretender cortejar uma mulher pelo simples fato de estar circulando com minusculos trajes.
2)   Daqui a pouco, algum outro grupo vai se levantar e pedir proteção para praticar sexo em locais públicos. Exagero? O que significa ofensa a moral pública? Para esta sociedade, nada, nada mesmo.
3) Veja abaixo, o sentido dado pelo próprio grupo a palavra inglesa "Slut" uma mulher que tenha amor a si próprio, a família e a sociedade, jamais se cobriria com essa bandeira.
Finalmente, chamo a atenção das autoridades e de tantos quanto lerem este artigo que a nossa sociedade se encaminha para o total descaso aos mais elementares valores da verdadeira civilidade e respeito as famílias.
Bem disse Jesus em Mt 24:38-39  "Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao diluvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na Arca e não o perceberam até que veio o diluvio".

Pergunto se o projeto abaixo tem conotação machista ou é uma forma de proteger nossas mulheres do assédio de turistas que pensam que todas as brasileiras são disponíveis?

Projeto proíbe propaganda de turismo com mulher nua ou em traje sumário

12/12/2003 - 18h08
Brasília, 12/12/2003 (Agência Brasil - ABr) - A veiculação de imagens de mulheres nuas ou em trajes sumários em propaganda de turismo poderá ser proibida. É o que determina Projeto de Lei do deputado Orlando Fantazzini (PT- SP), aprovado pela Comissão de Turismo e Desporto. A proposta exclui da proibição às mulheres indígenas em seus costumes rituais.
Segundo Fantazzini, a estratégia de utilizar a imagem de mulheres semi-nuas como atrativo para a divulgação do turismo brasileiro é inoportuna. "Esse caminho contribui para a manutenção do estereótipo de mulher-objeto, etapa vencida nas sociedades mais desenvolvidas. Além disso, reforça a indesejável associação do Brasil como um destino caracterizado, apenas, pela profusão de mulheres sempre nuas e disponíveis," enfatizou.
A comissão acatou parecer favorável à matéria apresentado pelo relator, deputado João Mendes de Jesus (PSL-RJ), e rejeitou substitutivo introduzido pela Comissão de Seguridade Social. Esse substitutivo definia como contravenção penal a veiculação de imagens de mulheres nuas ou com trajes sumários em propaganda de turismo. O projeto foi encaminhado à Comissão de Constituição e Justiça e de Redação.
FRASE:
HÁ DUAS COISAS MUITO PERIGOSAS QUANDO EM PODER DO HOMEM: UM MICROFONE E UM CONTROLE REMOTO.

 
Copiei o presente  texto  na íntegra da página da UOL pois foi disponibilizado aos assinantes;  para que se entenda o motivo da movimentação.
De acordo com uma das organizadora do evento em São Paulo, Madô Lopez, a página da marcha no Facebook, tinha até este sábado mais de 6.000 pessoas confirmadas. A manifestação também está marcada para acontecer em Belo Horizonte (MG) no dia 18, na praça da rodoviária. Segundo ela, a ideia de fazer a marcha surgiu porque considera que o Brasil ainda é um país muito machista.

"Não é culpa dos nossos vestidos, salto alto, regatas, saias e afins que todos os dias mulheres são desrespeitadas e agredidas sexualmente, isso é culpa do machismo ainda muito presente na nossa sociedade. As mulheres do mundo estão se unindo!", diz a apresentação do evento no site.

No seu blog, Lopez diz já ter sido insultada pelas roupas que estava vestindo. Segundo ela, foram muitas as vezes que ouviu cantadas e gracinhas de homens na rua.

"Chega de sermos recriminadas e discriminadas nas ruas porque usamos saias, leggings, regatas, vestidos justos, chega de sermos reprimidas e intimidadas porque somos mulheres, porque somos femininas e porque queremos nos sentir sensuais, bora pras ruas mulherada!"

No site oficial da Slut Walk, a organização diz que historicamente o termo slut (puta, vagabunda ou vadia, em português) tem conotação negativa e se tornou ferramenta de acusação grave de caráter.

"Somos um movimento exigindo que nossas vozes sejam ouvidas. Estamos aqui para exigir mudanças (...) Queremos sentir que seremos respeitadas e protegidas", diz o site

quinta-feira, 2 de junho de 2011

O FILHO QUER SER PROFESSOR? DESENCORAJE-O!!!

O que é ser professor.
Ser professor é muito mais que ser um educador, é a pessoa que vai direcionar os nossos filhos dentro da sua área de especialização, é aquele que vai ficar mais tempo com nossas crianças e prepara-los para um mercado cada vez mais competitivo.
NÃO!
NÃO PARECE SER ISTO!
Ser professor, parece ser um alvo fácil de chacotas, de deboches e violência, dentro e fora da sala de aula.O agente passivo das péssimas brincadeiras de meninos e meninas mal educados em casa, que não tiveram como base de ensinamento, respeitar o mestre, para que outros se sintam estimulados à carreira.
Quando criança, sempre fazíamos nossas molecagens, porém evitávamos que o professor percebesse porque tínhamos respeito por eles e agora?
Que saudades da minha professora Lourdes Costa Pires que me presenteou com o livro "Emília no País das Gramáticas", obra de Monteiro Lobato, do Professor Paulo Sergio e ops! Seu Domingos, que tinha o hábito de passar a mão na minha cabeça e dizer:  "Este menino será um grande homem", (rs... quase acertou) e outros que passaram pela minha vida, foram verdadeiros amigos.
Espero que o governo e os pais, mudem a atual conjuntura,  caso contrário, exorcize(1) qualquer idéia de ser professor.
Nossa sociedade fala muito em direitos e os deveres? neste cenário, o futuro será cada vez mais incerto e a segurança pública terá que investir cada vez mais na busca de conter a crescente onda de violência urbana. Pensando nisto, ao invés do Ministério da Educação investir em "educação sexual" porque não utiliza cartilhas e mídias para valorizar o professor e colocar essa juventude no lugar certo, desta forma, eles e nós, teremos paz?
A última notícia que tive nos jornais sobre o assunto, foi o caso de uma professora que pediu garantia de vida as autoridades por conta de uma ameaça. Tenho visto também que quando o professor reage diante da pressão, logo os pais e os defensores das ilegalidades, saem em defesa do aluno e o professor é ameaçado ou exonerado sem qualquer possibilidade de defesa.

1) No título, abuso do eufemismo.
Troquei o verbo exorcizar por desencorajar por conta do seu emprego. Já no texto, exorcizar idéia, tem conotação diferente, significa, arejar ou  fazer mudar de idéia pelo poder da argumentação.

UMA NUVEM NEGRA SOBRE O BRASIL.

Há aproximadamente 20 ou 25 anos atrás, alguém, em alguma igreja que não me lembro, tinha profetizado sobre uma nuvem negra vindo em direção ao Brasil e isto, mais de uma vez. Na época, todos nós interpretávamos como algum tipo de situação de aperto para o povo de Deus. Não somos portadores de desgraças como alguns pensam, oramos e lutamos pela paz da nossa cidade pois isto é bíblico, porém, a paz só pode ser conquistada quando os olhos de todos estiverem fixados em JESUS, aquele que irá acabar com a anarquia mundial, o Desejado de todas as nações. Não precisa ser um cientista social para perceber o que está ocorrendo neste pais continental. Tivemos o governo do Presidente Lula, todos o evitavam achando que ele iria fechar as igrejas para transforma-las em mercado. Recebemos em Brasila, a Presidente Dilma Roussef, que tem se mostrado cautelosa em seu governo porém, o que percebemos é que o poder não está sendo exercido pelo executivo,  por trás de tudo, há um poder maior, soprando essas nuvens negras cujo conteudo é uma grande praga, a praga das roubalheiras, da corrupção, da imoralidade, da violência, da depravação entre outras. Isto é, uma chuva ácida caindo sobre nossa terra. Por mais que o governo lute, não consegue deter esses avanços, mostra-se muito frágil, impotente até. A violência chega as escolas, pois o governo inocentemente ou não, sempre acaba cedendo aos apelos de pseudos educadores que proibem até palmadas nos filhos com o objetivo de disciplina-los; os professores sofrem agressão nas salas de aulas, outros violentados nas ruas e é uma situação aparentemente descontrolada. Certamente o avanço da ditadura gay, fará mais conquistas via judiciário que parece não se importar muito com as consequências das suas decisões.
O QUE PODE FAZER A IGREJA.
Descer do salto, buscar os valores bíblicos, dar as mãos, não é ora para brigas pois isto somente nos enfraquecerá, também, buscar apoio de "canas quebradas" não deve agradar muito a Deus. Outro dia falei sobre como vejo a atuação da CGADB e temos no Brasil, centenas de pastores e ministérios a ela filiados e o momento é de abrir as suas portas para os pequenos. Quando ela se reune com os grandes, quem já participou de um ELADE, poucos! encontro de líderes em belíssimos hoteis, o que produziu de bom?. Quando eles voltam para suas casas, tudo não passou de apenas um encontro. Agora, faz-se necessário que os pequenos, pastores do sertão, de campos menores, de pequenas cidades e vilas, sejam realmente assistidos porque, A COISA VAI PIORAR.
Eu me confesso muito medroso no tocante a que as pessoas achem que pastores que andam de carros blindados e jatinhos, são os verdadeiramente aprovados por Deus e o resto, ora, o resto é resto.
Deus nos guarde dessa visão carnal, reprovável  e diabólica.