Tradução deste blog

domingo, 8 de maio de 2016

A VIDA SEGUNDO O ESPÍRITO, Lç.7 para EBDs 15/03/16 (subsídio).

EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO 7 PARA O DIA 15/05/2016.
“A VIDA SEGUNDO O ESPÍRITO”.
PONTOS A ESTUDAR:
I – A VIDA NO ESPÍRITO PRESSUPÕE OPOSIÇÃO À LEI DO PECADO.
II – A VIDA NO ESPÍRITO PRESSUPÕE OPOSIÇÃO À NAT. ADÂMICA.
III – A VIDA NO ESPÍRITO PRESSUPÕE ENTRE A NOVA ORDEM E A ANTIGA.
                  

ALCANÇAMOS A LIBERDADE DE FILHOS DE DEUS PELA MORTE DE CRISTO NA CRUZ.


I – A VIDA NO ESPÍRITO PRESSUPÕE OPOSIÇÃO Á LEI DO PECADO.

1.1       A enfermidade da lei.

“... O que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne...”. Tratando-se de uma figura de linguagem o que Paulo queria dizer com, “lei enferma”?

1 - A lei pode ser um código de normas, escrito e assim era a Lei Mosaica.
2- A lei pode ser um código moral, que deve estar  no coração de cada homem formado a partir do comportamento de um grupo social.

Podemos afirmar que ambos os códigos estão enfermos quando deixa de cumprir seus objetivos.

No caso da Lei Mosaica, Paulo descobriu em si, uma lei maior que tornava ineficaz o mandamento e qualquer código moral, a que chamou de “a lei do pecado e da morte”, como uma força interior capaz de  levar o homem a praticar o que contrariava a lei escrita em tábuas, enfermando-a pela incapacidade.

1.2 A cura da cruz.

A morte de Cristo na cruz nos trouxe a liberdade. Com ela, a paz, mas mesmo com a ajuda do Espírito Santo, ainda nos inquietamos para não transgredir, pois, mesmo estando libertos da lei do pecado e da morte, ainda vivemos no corpo do pecado. E aí, conhecemos outra lei, a lei do entendimento, a que nos impõem limites dentro de um código de ética baseado nos ensinos apostólicos. Rm.7:25.

1.3 A lei do pecado é revogada.

Surge outra lei, a lei do Espírito da vida que já não é um código de regras ou de ética, mas uma lei que atua no entendimento levando-o cativo a Cristo unicamente pelo amor,  (IICo 10:5) colocando-nos acima de quaisquer regras.

II –  A VIDA NO ESPÍRITO PRESSUPÕE OPOSIÇÃO À NATUREZA ADÂMICA.

2.1 A velha inclinação.

O autor traz para conhecimento de alguns e lembrança de outros que a velha natureza trava guerra diária para tentar restabelecer a posição perdida e a epístola aos Gálatas por motivos peculiares àquela igreja é a nossa referência para explicar que não alcançamos ainda a perfeição desejada e que enquanto vivermos, a guerra continuará travada exigindo cuidados que nada tem a ver com eleição e sim, com a graça e a nossa submissão à vontade do Senhor em todo o tempo. Gl.5:16.

Ninguém se fie que “eleitos” não podem cair. Caso isso fosse verdade, a advertência de Paulo na carta aos Hebreus deixaria de ter sentido para nós. Hb. 3:12-14.


2.2 A nova inclinação.

Aqui o autor reforça o que falamos no ponto anterior com relação a uma possível queda dos escolhidos ou eleitos.

1 – A inclinação do Espírito produz vida e é onde devemos nos manter para um bom termo.
2- O crente precisa andar na esfera do Espírito para que não ceda aos desejos da carne.
3- Andar na esfera do Espírito dispensa a observação de quaisquer leis e ainda alguma regra estabelecida pelas igrejas locais que são normais em qualquer instituição.

2.3 A nova filiação.

Para mim, Romanos 8:14 é o segredo da vida vitoriosa em Cristo e tudo começa com outro segredo, o novo nascimento registrado em João 3.

É lamentável que esse pseudo evangelho anunciado aos quatro cantos e que valoriza a prosperidade, despreze estes importantes ensinamentos.

                     
III –  A VIDA NO ESPÍRITO PRESSUPÕE OPOSIÇÃO ENTRE A NOVA ORDEM E A ANTIGA.

3.1 A manifestação dos filhos de Deus.

Recomendo a leitura em classe deste tópico, feita com calma e de forma educanda.

Quero extrair dele, alguns pontos importantes:

1 – Nada e absolutamente nada nesse mundo se compara com a glória futura.
2 – Um parto que parece demorar e vivemos gemendo por conta dele, o resgate dos nossos corpos para alcançarmos a total semelhança do Filho de Deus. ICo 15:53-54.
3 – Perceba-se que a riqueza do conhecimento bíblico não pode ser desprezado nem trocado por “gritinhos histéricos” em nossos púlpitos que terminam sempre com os velhos chavões: Abraça teu irmão do lado, cutuca ele entre outros.

HÁ MUITO PARA ENSINAR.

O Espírito Santo geme por nós Rm 8:26-27 e isto nos mostra que a luta é grande e está diante de nós.

3.2 Provas do grande amor de Deus.

O amor de Deus nos outorgou imensos e vários privilégios, alguns nesta vida e outros na eternidade.

NESTA VIDA.
Pecadores perdoados.
Nascidos de novo.
Portadores da graça e das virtudes do Espírito de Deus.
Filhos de Deus apesar do mundo religioso achar  que todos são filhos de Deus o que não é verdade, exceto apenas, pela ordem da criação.


3.3 Deus é conosco.

Romanos 8:31 – Se Deus é por nós, quem será contra nós?


Isto não significa que no campo da peleja espiritual não soframos qualquer dano material. Isto é possível sim, todavia somos mais do que vitoriosos por Ele que nos fortalece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário