Tradução deste blog

domingo, 4 de outubro de 2015

EBD LÇ.2 A CRIAÇÃO DOS CÉUS E DA TERRA.

EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO PARA O DIA 11/10/2015.
PONTOS A ESTUDAR:
I –  O CRIACIONISMO BÍBLICO.
II – A CRIAÇÃO DO TEMPO, DO ESPAÇO E DA LUZ.
III – A ORDENAÇÃO DA TERRA.
  
                   SEM ELE NADA DO QUE FOI FEITO SE FEZ.


I – O CRIACIONISMO BÍBLICO.

1.1       Definição.

A definição sobre criacionismo oferecida pelo autor é suficiente quando diz que é a doutrina segundo a qual, Deus criou e pode-se completar a ideia com a introdução em que ele recomenda ser imprescindível que se considere a narrativa bíblica.

Resumindo: Ensine aos seus alunos que não tentem compreender o criacionismo fora da Bíblia, pois, há muitos autores inventivos.

1.2 Fundamentos.

O criacionismo “fundamenta-se na Bíblia Sagrada...”  “(...) na manifestação silenciosa da natureza  e nas observações e estudos que dela fazemos”.

Manifestação silenciosa da natureza:  Salmos 19:1 “Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos”.


1.3 Objetivos.

O autor cita 3; Mostrar que Deus é o criador e como tal tudo lhe pertence e como consequência ter a nossa adoração e reconhecimento.

Não é apenas isso, é tudo isso, pois, vivemos um tempo em que banalizam tudo que diga respeito a Deus procurando tornar a sua palavra um simples história religiosa.

II -  A CRIAÇÃO DO TEMPO, DO ESPAÇO E DA LUZ.

O autor introduz a sua explicação sobre o tópico mostrando que entre os versículos um e três do primeiro capitulo HÁ UM INTERVALO INDEFINIDO (grifo meu) e no qual Deus criou os céus, os anjos e finalmente a Terra informe.

Isso nos leva a pensar que a Terra (sem forma e vazia) fora criada por Deus como os demais planetas e astros, sol e lua em um tempo sobre o qual não há qualquer registro, mas, que um dia saberemos como tudo aconteceu: Muita calma nessa hora.

2.1 O tempo.

Muito interessante essa introdução, pois, nunca pensei neste assunto por essa ótica, a ótica da criação do tempo como sendo a primeira coisa que Deus criou e logicamente criou para nós (rsss) e fazemos tão mau uso do tempo.

A criação do  tempo fica evidenciado pela ordem cronológica das demais criações.


2.2 O espaço.

Todas as grandes perguntas da vida, sobre o nosso planeta, universo e a  manutenção da sua ordem, aprendemos na Palavra de Deus e nos aquietamos com o que não estiver expressamente revelado.

A física sempre faz bom uso do espaço, mas, o define como uma estrutura ilimitada ou infinitamente grande que contém os seres e as coisas.

Dois tipos de espaço são frequentemente estudados:

ESPAÇO FÍSICO – Que pode ser um quadrado ou a distância entre dois pontos. Facilmente reconhecível e mensurável.

ESPAÇO SIDERAL. É o espaço do universo que contém todos os elementos conhecidos e outros ainda não conhecidos, como já verificaram a existência de outros “sóis” ou sistemas planetários como o nosso.

A Cosmologia que estuda o Espaço supõe que ele não seja infinito e até criaram fórmulas para determinar isto, todavia, é melhor não tentar para não enlouquecer.

Querer compreender o espaço infinito é como querer compreender Deus infinito.  Melhor esperar.

Não se sabe onde começa nem termina.

2.3 Os Céus e os anjos.

Diz o autor que os Céus, morada de Deus também foram criados e nessa dimensão vivem os anjos e os justos que aguardam à redenção para depois habitarem em uma nova terra.

Penso e não ofereço isto como ensino que a mesma dimensão que temos para os Céus acima, tem para baixo, ao chamado mundo inferior ou o mundo de trevas exteriores, onde em qualquer parte, à convivência entre o justo e o ímpio já esteve ao alcance dos olhos.

Lucas 16:23 , Ef. Efésios 4:8.

2.4 A Terra ainda informe.

O autor sugere que a Terra inicialmente criada sem forma e vazia seria como foi, modelada pelo Espírito de Deus.

“E o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas (Gn.1:2) O que nos leva a entender que o Espírito de Deus seja aqui uma forma literária de declarar à atenção de Deus sobre o lugar que pretendia criar para os seres humanos.

III – A ORDENAÇÃO DA TERRA.

3.1 O Espírito Santo na criação.

Não pretendo criar polêmica por considerar que uso este espaço para ajudar muitos professores na compreensão do texto.

Penso que posso falar com tranquilidade por ser trinitarista, mas, quanto à ação do Espírito de Deus, não vejo aqui uma ação isolada da terceira pessoa da trindade, mas, a presença do próprio Deus, da sua personalidade na obra da criação. Deus é Espírito, João 4:24.


3.2 Tarefas ordenadas.
Este ponto nos faz entender que pela ordem da criação das coisas existentes, Deus é Deus de disciplina e convém que sejamos disciplinados como filhos, sobre tudo o que está as nossas mãos para realizar.


Finalizando, sempre recomendei cautela quando algum assunto não está plenamente claro na Bíblia, pode-se especular dentro de qualquer assunto, mas, o limite é e será sempre à Palavra de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário