Tradução deste blog

sábado, 14 de dezembro de 2013

EBD LC 11 - A ILUSÓRIA PROSPERIDADE DOS ÍMPIOS.


LIÇÃO 11 A ILUSÓRIA PROSPERIDADE DOS ÍMPIOS.
EBD para 15/12/2013
PONTOS A ESTUDAR:
I – OS PARADOXOS DA VIDA.
II – A REALIDADE DO PRESENTE E A INCERTEZA DO FUTURO.
III – A IMPREVISBILIDADE DA VIDA.
IV – VIVENDO POR UM IDEAL.
Em tempo: Não é pecado estabelecer um elevado ideal de vida e lutar por ele, enquanto temos fôlego de vida, todavia, não podemos permitir que o egoísmo se instale no sucesso dos nossos ideais.
 I – OS PARADOXOS DA VIDA.
1.1        Os justos sofrem injustiças.
Penso que a grande maioria dos crentes, não entendem esse paradoxo e outros não aceitam.
a)   Os que não entendem, possivelmente por falta de ensinamento sistemático e objetivo sobre a matéria.
b)   Os que não aceitam, por conta dos maus ensinamentos com o advento do movimento neopentecostal com a sua doutrina da prosperidade que ensina o poder da determinação.
1.2        Os maus prosperam.
Essa questão de prosperidade é algo que em algumas circunstâncias, desafia nossa inteligência, entendo que:
1)   Nem todo enriquecimento provém de bênçãos do céu, seja  um comando de Deus para uma ou outra pessoa.
2)   O Evangelho alavanca a prosperidade em decorrência da mudança de hábito do individuo.
3)   Na grande maioria dos casos, o aumento das riquezas decorre da exploração do trabalho e do engano da balança.
Nada incomum, produtores usarem de artifícios para aumentar o lucro.
II – A REALIDADE DO PRESENTE E A INCERTEZA DO FUTURO.
2.1 A realidade da morte.
Quer seja rico ou pobre em luxuosos cemitérios ou os mais populares, o fim é o mesmo para todas as pessoas.
A morte foi estabelecida por Deus como uma lei imutável: “Ao pó tornarás”.
Por mais perfumado que seja o defunto, o apodrecimento e retorno ao pó é inexorável.
2.2 A certeza da vida eterna.
Com certeza, o livro de Eclesiastes discursa sobre a existência do homem nesta vida, com todas as alternâncias de ter e ser.
O ponto mais complexo das suas afirmações está em Eclesiastes 3:21 “Quem adverte que o fôlego dos filhos dos homens sobre para cima e que o fôlego dos animas desce para baixo da terra?
Apenas uma vez, a saudosa irmã Irani, (Vila Carolina) há muitos anos, perguntou-me a respeito desse texto e o que queria Salomão dizer.
Não sei se o sábio Salomão sabia como nós sabemos hoje por conta da plenitude dos tempos, o que a Bíblia trata com respeito a vida eterna. Somos felizes.
 III – A IMPREVISBILIDADE DA VIDA.
3.1 As circunstâncias da vida.
Nós os crentes somo igualmente vítimas das circunstâncias das catástrofes que ocorrem em todas as partes do mundo.
Por que somos também vítimas? Seria interessante se em todas as calamidades, os crentes estivessem fora delas, porém, está não é a proposta do Evangelho do Senhor. Tudo seria mais cômodo?
 3.2 Aproveitando a vida.
Aproveitar a vida significa lançar a semente correta, aquela que dá fruto para a vida eterna. Significa ainda, aproveitar os bons momentos para que nos maus, tenhamos menos a lamentar.
 IV – VIVENDO POR UM IDEAL.
4.1 A morte dos ideais.
Leia este ponto com muita calma para os seus alunos e compreenda sua verdade. Penso que até nós os crentes, somos culpados pela relativização dos valores, até no tocante as coisas espirituais e as que nos inspiram ao serviço de Deus aqui na terra. Tornamo-nos egoístas.
Feliz o crente que tem um coração largo e aberto para acolher o pobre e o necessitado.
 4.2 Vivendo por um ideal.
Perfeita a exposição deste tópico que trata dos ideais a que temos que viver. Muitos ensinamentos errados roubam do crente a importância da busca de ideais. Experimentei isto na minha juventude. Hoje, nos empenhamos em mostrar principalmente aos pequenos e aos jovens a importância de manter um elevado ideal de vida e lutar por ele.
 
 

Um comentário:

  1. É para mim uma honra acessar ao seu blog e poder ver e ler o que está a escrever é um blog simpático e aqui aprendemos, feito com carinhos e muito interesse em divulgar as suas ideias, é um blog que nos convida a ficar mais um pouco e que dá gosto vir aqui mais vezes.
    Posso afirmar que gostei do que vi e li,decerto não deixarei de visitá-lo mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Aproveito para lhe desejar um feliz Natal e um Ano-Novo cheio de felicidades.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se ainda não segue pode fazê-lo agora, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.
    Que a Paz de Jesus esteja no seu coração e no seu lar.

    ResponderExcluir