Tradução deste blog

sábado, 6 de maio de 2017

JONATAS, UM EXEMPLO DE LEALDADE, EBD Lç.6 para 07/05/2017.

EBD LÇ. 6 07/05/2017 “JONATAS, UM EXEMPLO DE LEALDADE”.

O que escrevo com base nos textos da lição, representa o meu pensamento e o que posso extrair para o ensino na Escola Bíblica Dominical, lembrando que os alunos não são estudantes de Teologia, mas precisam usufruir de um bom e seguro ensinamento.  Eles funcionam como polinizadores;  sim, eles dão fruto para o Reino de Deus.

PONTOS:
I – CIRCUNSTÂNCIAS QUE UNIRAM JÔNATAS E DAVI.
II – UMA AMIZADE APROVADA POR DEUS.
III – O CARÁTER DE JONAS E SUAS LIÇÕES.

Devido os meus compromissos profissionais com o Leão e meus clientes, quase deixo passar esta lição e espero que sua publicação ainda tenha a utilidade necessária.


                     Amizade sem sinceridade é melhor não tê-las.


  
I – CIRCUNSTÂNCIAS QUE UNIRAM JÔNATAS E DAVI.

1.1 Quem era Jônatas.

Como sempre falo, este tópico que faz referências a Jônatas e sua origem, dispensa comentários, todavia o faço por conta daqueles que não acompanham Escolas Dominicais.

Jônatas filho do rei Saul cujo nome significa “presente de Deus”, foi um guerreiro valente. A referência citada pelo autor, ISm 14:1-14 descreve a vitória dele sobre os filisteus em Micmás, sua estratégia se assemelha a estratégia de Gideão para com 300 vencer os midianitas, claro que de outra forma de operação e a confiança que tinha no Senhor. O texto declara ainda, sua coragem e ânimo em realizar o que precisava ser feito. Louvado seja Deus.

1.2 Uma batalha que mudou a história.

O desafio e as ameaças feitas pelos filisteus tendo a frente, um verdadeiro tanque de guerra chamado Golias que retinha o exército de Israel no lado oposto do vale totalmente desencorajado.

1.3 A presença de Davi.

A vitória do jovem Davi, pastor de ovelhas, um adolescente, com apenas uma funda e cinco pedras do ribeiro,  mudou toda a história; da nação, do rei, dele próprio e principalmente de Jônatas que se afeiçoou a Davi.

Davi tinha ido ao encontro dos seus irmãos no campo de batalha para levar alguns alimentos, vendo o tamanho do filisteu desafiador que gritava pedindo um homem para lutar com ele,  Davi foi ao rei e ofereceu-se para entrar na peleja. A vitória foi assombrosa e os filisteus fugiram para dar um bom tempo de folga em suas provocações.


II – UMA AMIZADE APROVADA POR DEUS.

2.1 Jônatas torna-se amigo de Davi.

A vitória de Davi sobre o filisteu deu a Israel um novo alento; reacendeu a alegria do rei que levou Davi ao palácio para premia-lo e acima de tudo, uma amizade muito forte nasce entre Davi e Jônatas. Uma amizade inseparável e sincera, aquela amizade que todos nós gostamos de conquistar.

Sinceridade acima de tudo foi o selo dessa amizade.

2.2 Uma amizade fiel e duradoura.

Não posso deixar de registrar as palavras iniciais dessa amizade.

ISm. 18:1
E sucedeu que, acabando ele de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi; e Jônatas o amou, como à sua própria alma.

Hoje fazem mau uso da palavra “homoafetiva” que deveria marcar as amizades sinceras sem qualquer conotação de sexualidade e muito menos de relação marital ou conjugal.

2.3 Uma aliança do Senhor.
ISm 18:3-4 Mostra o desenrolar dessa amizade.
E Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma. E Jônatas se despojou da capa que trazia sobre si, e a deu a Davi, como também as suas vestes, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto.

Neste ponto o autor trata da crítica mundana que associam Jônatas e Davi aos relacionamentos homossexuais e neste momento, lembro a declaração de Davi diante da morte de Saul e Jônatas.

IISm. 1:25-27 Vejam a declaração de Davi sobre Jônatas.
Como caíram os poderosos, no meio da peleja! Jônatas nos teus altos foi morto. 6 Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; quão amabilíssimo me eras! Mais maravilhoso me era o teu amor do que o amor das mulheres.
Como caíram os poderosos, e pereceram as armas de guerra!

Claro que usam o texto bíblico para concluir que o sentimento de ambos ia além da afetividade como homens de Deus.

Jônatas tinha mulher e filho, o Mefibosete e Davi havia se casado com Mical irmã de Jônatas e ambos sabiam o quanto era abominável a relação física entre pessoas do mesmo sexo.


III – O CARÁTER DE JÔNATAS E SUAS LIÇÕES.

3.1 Um homem de coragem.

Poucos homens tinham o perfil e caráter de Jônatas; corajoso, temente a Deus, um grande estrategista que não dispensava a providência do Senhor, além das qualidades morais; a sua lealdade como amigo que em muitas ocasiões livrou Davi de morrer sob a ira do seu pai.

O autor nos leva a refletir com base na vida de Jônatas e Saul que o filho não carrega a natureza do pai. Cada um tem e cultiva sua própria identidade.
  
3.2 Um homem humilde.

ARecomendo aos professores a leitura em classe interagindo com os alunos para que absorvam bem o que o autor fala neste tópico. Muito importante.

O autor classifica Jônatas como homem humilde pelo fato de ter compreendido que Davi era o homem indicado para ser o rei, mesmo sendo ele, Jônatas,  o natural sucessor ao trono.

Exemplo que muitos crentes abriram mão nos nossos dias quando pleiteiam cargos nas igrejas.

3.3 Um homem leal.

Durante toda a vida, Jônatas devotou a Davi uma amizade sincera.

Esta lição nos traz a lembrança os amigos que ganhamos e os que perdemos por conta da “lealdade” ou falta dela.

Já sofri perdas e sei o quanto é duro e já conquistei amizades sinceras e mantidas até o dia de hoje.

Lembrar que de Jesus a Bíblia diz que tendo amado os seus, amou-os até o fim.

Seja assim. Não troquemos os melhores amigos por cargos na igreja. Os cargos se vão e os amigos podem ser eternizados enquanto vivermos.


Jo. 13:1 Ora, antes da festa da páscoa, sabendo Jesus que já era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, como havia amado os seus, que estavam no mundo, amou-os até o fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário