Tradução deste blog

quinta-feira, 16 de junho de 2016

COSMOVISÃO MISSIONÁRIA, EBD LÇ.12 para o dia 19/06/2016 (subsidio).

EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO 12 PARA O DIA 19/06/2016.
“COSMOVISÃO MISSIONÁRIA” (subsídio).
PONTOS A ESTUDAR:
I – A NECESSIDADE DE UMA COSMOVISÃO MISSIONÁRIA.
II – A NECESSIDADE DO PLANEJAMENTO MISSIONÁRIO.
III – A NECESSIDADE ESPIRITUAL NA OBRA MISSIONÁRIA.

          
 O campo é o mundo e está branco para a ceifa. Quem quer ir por Jesus, a nova proclamar.


I – A NECESSIDADE DE UMA COSMOVISÃO MISSIONÁRIA.

Para mim o sentido mais simples para o termo “cosmovisão” é a visão no sentido mais amplo nada subjetivo, sobre determinado assunto, assim, uma visão ampla e cósmica   sobre missão. A missão no sentido da chamada celestial quanto a sua realização sustento ou manutenção.

1.1       O propósito da missão.

Convém ler do início (Rm.15:14-18) para compreender o que Paulo queria que a igreja entendesse como ele o verdadeiro propósito de servir a Deus e fosse liberal na sua disposição em servir como ele servia.

Penso que nas duas referências feitas pelo autor:

Primeira: Como Paulo queria  ia que a igreja o visse? Como quem tinha um compromisso com Deus e não podia abrir mão, como ministro que tinha o povo gentio como alvo. Ministro dos gentios.

Segunda: O mesmo empenho com que os sacerdotes ofereciam sacrifícios a Deus, assim era o seu empenho; um sacerdócio.


1.2       O agente da missão.

O Espírito do Senhor, o Espírito Santo se move para que o missionário ou o ministro tenha bom êxito em sua tarefa e temos em Atos, essa comprovação na vida dos apóstolos
e dos irmãos que com eles trabalhavam, bastando ver o trabalho de Filipe em Samaria, Atos 8.

Como já dissemos em outras ocasiões, os dons espirituais funcionam como ferramenta na evangelização. A evangelização vira missão quando o campo que é o mundo leva o missionário para outras plagas.

É diferente quando uma pessoa está disposta a morar em outro país sendo este interesse muito maior que o de ganhar almas e evangelizar não passa de pretexto.

Podemos afirmar sem qualquer exagero que a igreja no Brasil teve uma forte atuação que a levou a romper todo tipo de impedimento, do norte ao sul do país, por conta da fé que ardia nos corações dos pastores, com parcos recursos, mas com poder e graça.

Jesus e a salvação era o ponto central das pregações e assim, ele curava, salvava e batizava com o Espírito Santo, sem reteté.


1.3       A esfera da missão.

É muito interessante que este tópico da lição seja lido em classe.

O maior compromisso de Deus é com a sua palavra. Se uma igreja procura se estabelecer onde já existe outra da mesma ordem,  claro que não seria bom terreno para semear,  salvo se houver algum propósito de caráter duvidoso.

Como a questão precisa ser vista sobre outro enfoque, vejamos:

Certa igreja está na cidade “A”  há  mais de 10 anos; não tem um crescimento compatível com o crescimento populacional, o pastor se sente um “cardeal” parou no tempo e no espaço e ainda maltrata o povo.  A maior lição é ter alguém fincando estacas perto da sua igreja, isto o fará acordar. Na atual conjuntura, o que precisa é conquistar para ter sem se preocupar em ser.

Independente de qualquer coisa, fiquemos com Paulo, semear onde o campo está inteiramente disponível, não importa o lugar.

II –  A NECESSIDADE DO PLANEJAMENTO MISSIONÁRIO.

2.1 Estabelecer bases.

A palavra usada pelo autor é: “ponto de apoio” quem enviou quem e se realmente sustenta, é a maior questão.

O autor parece parar na expressão “seja encaminhado por vós” que denota uma chamada à responsabilidade com o sustento do apóstolo.

A bem da verdade é que este não é um assunto para ser digerido com uma rápida e objetiva pincelada, quando conhecemos pela história caso de homens e mulheres  que sem qualquer apoio buscaram uma forma de evangelizar outros povos e neste momento, vem a lembrança a vida do pastor José Satírio quando foi para a Colombia e a vitória alcançada. (*)

Para mim, missão é abrir portas e preparar terreno para que o pastor vá atrás e cuide das vidas conquistadas para o Senhor.

Bendito seja o que tem missão como prioridade no seu coração e bendito é o que envia o sustento.

2.2 Estabelecer intercâmbio.

Intercâmbio não parece ser o gosto da maioria e Paulo até por conta do seu empenho missionário buscava manter a aproximação entre as igrejas e perceba-se que os pastores da igreja de Jerusalém, não tinham qualquer pretensão de manter algum domínio sobre as demais, aqui chamada pelo autor de “igreja mãe”.

Meu Deus, onde foi que nós erramos para que fossemos tão divididos dessa maneira? Lembro-me de maneira tão próxima do missionário Eurico Bergstén como era doce no falar, como se importava com a unidade da igreja e assim eram outros missionários suecos que com frequência visitavam nossas igrejas.

Missão se faz melhor ainda onde não há interesse em estar sob a luz dos holofotes  por parte de quem envia.



III –  A NECESSIDADE ESPIRITUAL NA OBRA MISSIONÁRIA.

3.1 A necessidade de cobertura espiritual.

Muitos estão usando o termo “cobertura espiritual” com sentido diverso do aplicado aqui pelo autor. Cobertura quer dizer no contexto, estar sob os cuidados da oração dos santos e do apoio espiritual das igrejas, saber que quem sai para fazer missão, não está só.

Quando se vai para missão é necessário estar bem recomendado,  pois além das lutas espirituais, existem as lutas no campo social, as perseguições que surgem de todas as partes, para impedir o avanço da obra do Senhor.

Ninguém deve se aventurar sozinho, salvo se tiver profunda convicção da sua capacidade de suportar as aflições próprias da vida no estrangeiro ou simplesmente, longe de casa.

3.2 A necessidade do refrigério espiritual.

Esse desfecho é muito interessante (Rm, 15:31,32) para mostrar que nada é novo principalmente o comportamento dos rebeldes, Paulo desejava estar tranquilo quanto a isso, mas sabia que teria alguma dificuldade nas igrejas da judeia. Surpresos?

Mas graças a Deus por todos aqueles que promovem pelas boas ações a alegria de quem serve.

Pelo que vemos nas redes sociais, dá para mensurar, em tese, o que significa ato de rebeldia e quantos agem para realizar  um verdadeiro desserviço ao Reino de Deus. Deus os julgará.
_________

* - http://cassiocastelo.blogspot.com.br/2016/06/a-biografia-resumida-do-missionario-Jose-Sartirio-dos-Santos-ministro-na-Colombia.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário