Tradução deste blog

sábado, 29 de novembro de 2014

EBD LÇ.9 O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIM.

EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO PARA O DIA 30/11/2014
PONTOS A ESTUDAR:
I – A VISÃO DO CARNEIRO E DO BODE.
II – O CHIFRE PEQUENO.
III – ANTÍOCO EPÍFANIO, O PROTÓTIPO DO ANTICRISTO.
                                       
PROPOSTAS DA INTRODUÇÃO: Não tenho dúvidas que a forma de revelação dada ao profeta Daniel, visão de animais aterrorizantes, com profundos significados e grande semelhança com os períodos históricos, tem a ver com a exploração de datas apocalíticas divulgadas pelos homens para determinar o tempo do fim e seria pior se as informações vindas do céu fossem literalmente mais claras, apontando fatos e épocas.


I – A VISÃO DO CARNEIRO E DO BODE.

1.1 A visão do carneiro.
O autor descreve bem o significado desse animal, dispensando esclarecimentos extras, porém, como ajuda, queremos considerar alguns pontos desse comentário:

1)    O estandarte e os símbolos carregados à frente dos exércitos serviam para demonstrar o orgulho e força desse exército. Roma abusou muito disso em suas guerras de conquistas.
2)    Os animais vistos por Daniel são associados a esses impérios, suas conquistas e derrotas.
3)    Interessante pensar como o crescimento populacional inspirou o surgimento desses impérios e a necessidade de estenderem os seus territórios em busca de expansão de poder e comércio.
4)    A soberba sempre foi a marca registrada na vida dos conquistadores.  

A zombaria de Belsazar contra Deus custou-lhe a vida e a queda do império babilônico.
  
1.2 Os chifres do carneiro.

Chifres de tamanhos diferentes revelavam a força de dos impérios o babilônico e o medo-persa que subverteu o primeiro passando a dominar os caldeus. No império medo-persa e principalmente no governo de Ciro os ventos sopravam a favor do povo judeu que preparavam o retorno à Palestina. Foi no primeiro ano do governo de Ciro que este teve o coração despertado por Deus para reconstruir Jerusalém (Esdras 1:1) passando para nós, uma importante lição; votemos em quem quiser votarmos para governar o Brasil; a nação brasileira pertence a Deus como as demais.

 1.3 A visão do bode.

O bode arremeteu contra o carneiro pisoteando-o sem compaixão e assim, o Império Greco surge no cenário, derrotando os persas.

Sempre que conhecermos uma pessoa forte, saibamos que surgirá outro mais forte ainda, exceto, quando se trata de JESUS; nunca houve nem haverá mais forte que ele que virá e governará o mundo e o porá aos seus pés.

 II – O CHIFRE PEQUENO.

2.1 A visão da ponta pequena.

As pontas ou chifres do bode se quebram surgindo outras quatro pontas notáveis e desta quatro,  um ponta pequena  que se atribui a presença de Antíoco Epifânio no cenário político e histórico, após a queda do império grego de Alexandre Magno.

A partir de Alexandre Magno, Israel sofreu sob a influência do helenismo o que se pode traduzir por paganismo e a filosofia grega empurrando para o lado, as ordens divinas através da Torá, fazendo desviar muitos sacerdotes do Senhor.

Há muitas discussões teológicas acerca dessa ponta pequena e a quem se refira, todavia, pela sequência de textos do capítulo 8 de Daniel, percebemos a ação do Anticristo já, exercendo influência para se apoderar do trono e pesar sua mão contra o povo de Deus.   

Não vejo motivos para contendas e intermináveis disposições de forçar o entendimento sobre o assunto para esta ou aquela direção.

2.2 A ultrajante atividade desse rei contra Israel.

E por ele foi tirado o sacrifício contínuo.
Apesar das ações ultrajantes de alguns dominadores sobre Israel a última ação será maior que as primeiras, pois, ele se assentará no trono de Deus, parecendo e querendo ser Deus.

 2.3 A purificação do santuário.

Tanto nos dias ou após Antíoco quanto nos últimos dias quando o usurpador assentar-se onde não devia e de lá for tirado, Deus cuidará de restabelecer o contínuo sacrifício e a vida moral do povo de Israel para que todas as nações veja sobre eles a sua grandeza.

O ato mais grotesco e atual, para mim, foi as autoridades permitirem que acontecesse em Jerusalém, uma parada gay.


III – ANTÍOCO EPIFÂNIO O PROTÓTIPO DO ANTICRISTO.

3.1Antíoco Epifânio.

Um tipo do Anticristo por suas ações e João diz que muitos se tem feito Anticristos, pelo que sabemos que já é a última hora, IJo 2:18.

3.2 A visão do anjo Gabriel.

O anjo Gabriel surge no cenário bíblico como prova que Deus, dá preferência ao homem para realizar a sua obra, todavia, ele tem os seus mensageiros a quem usa quando o momento o requeira.

Não se devem estabelecer regras doutrinárias por conta das aparições angelicais citadas na Bíblia. Nesta dispensação, toda expressão da vontade de Deus, estão gravadas nas páginas da Bíblia, sendo o suficiente obedece-la para que a nossa vida seja de paz. Anjos não aparecem por meio de oração nem vontade humana. Mesmo que essas orações sejam nos “montes”.

3.3 O tempo do fim.

A Palavra de Deus apresenta fatos, alguns em ordem cronológicas, porém, os fatos que determinam o começo do fim do reino humano, sob todos os aspectos, aparecem na Bíblia de forma empírica pela vontade de Deus, para que o homem não venha estabelecer planos confiando na ordem dos fatos. Daquele dia e hora, ninguém sabe! Mc.13:2 e Mt.24:36.

Esperemos com paciência no Senhor.





Um comentário:

  1. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho.
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Muita paz.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo.

    ResponderExcluir