Tradução deste blog

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

EBD LC 5 A TRAVESSIA DO MAR VERMELHO

LIÇÃO 05 A TRAVESSIA DO MAR VERMELHO.
Subsídio para dia 19/01/2014
PONTOS A ESTUDAR:
I – A TRAVESSIA DO MAR VERMELHO.
II – O CÂNTICO DE MOISÉS. 
III – A PROTEÇÃO E O CUIDADO DE DEUS COM SEU POVO. 

Em tempo: Deus conduziu o seu povo pelas mãos de Moisés o que fortalece o nosso entendimento que Deus nunca desprestigiou o homem no tocante à sua obra e a vida da igreja. Deus precisa de cada um de nós. 

I – A TRAVESSIA DO MAR VERMELHO.


1.1 A saída do Egito (Êx. 12:11-37).


Nunca foi fácil conduzir o povo de Deus; faz-se necessário manter a fé viva dentro dos corações; fazê-los compreender que Deus reservou o melhor para todos nós, não é uma tarefa fácil. Tudo no mundo exerce fascínio, tudo o que o mundo oferece está diante dos olhos e não necessita de fé para alcançar. A tendência é que muitos sejam levados pelo engano do pecado.

1.2 A perseguição de Faraó. (Êx. 14:5-9).


Orar, confiar e esperar a hora de Deus agir é sempre o melhor remédio. Claro que a nossa paciência é sempre testada nessas horas. O resultado é compensador. Quando Deus promete uma bênção, não precisamos sempre associar as bênçãos com as intervenções do Diabo. Mas é o que vemos nos clichês e dou como exemplo: “Deus vai trazer sua vitória mesmo que o Diabo tente impedir...”. Sou do tempo em que o nome ouvido na comunidade entre os irmãos, era o nome de Jesus.

Perceba-se que nas cartas de Paulo que o nome menos citado é “Diabo” e as poucas referências, são altamente suficientes para saber que ele está operando no mundo pelo sistema a que chamamos de “sistema mundano”, e o resto o homem se encarrega de tentar fazer. O homem tornou-se um agente do inimigo.

1.3 Celebrando Deus.


Os bons momentos nunca devem ser esquecidos, a igreja deve ser o lugar de celebração das grandes vitórias do Senhor. Esta é a função e o motivo da existência da igreja. Agradecer, adorar a Deus e repartir com os nossos irmãos o que temos, além das experiências espirituais.

II – O CÂNTICO DE MOISÉS.


2.1 Moisés celebra a Deus pela vitória (Êx. 15:1-19).


A vitória não consiste na quantidade de bens que venhamos a possuir e sim o estarmos em pé diante de Deus. Devemos celebrar a Deus em todo o momento e publicá-lo diante da igreja para que a fé dos demais seja sempre confirmada.

2.2 Miriã juntamente com as mulheres louvam a Deus (Êx. 15:20-21)


O autor fala das habilidades de Miriâ (Nm.12:2). Além de profetisa, ela sabia conduzir o louvor no meio do povo. A mulher sempre teve presente e desempenha importante papel no meio do povo de Deus. Benditas sejam as mulheres que servem a Deus.

Nos dias atuais, a febre por título tem contaminado muitas mulheres como já contaminou muitos homens.  

2.3 Celebrando a Deus.


O líder entusiasmado leva o povo ao entusiasmo e é o que precisamos nestes dias. É preciso pontuar as causas da falta de entusiasmo no meio da liderança, sem que isso ocupe o tempo de exposição bíblica para esta lição. Não basta criticar.

III – A PROTEÇÃO E O CUIDADO DE DEUS COM SEU POVO.


3.1 Uma coluna de nuvem guiava o povo de Deus. (Êx. 13:21, 22).


Qual a importância de sabermos que Deus se movimentou na direção do povo através da nuvem para guiar o povo?

a) É inegável que a nuvem era a presença de Deus na condução do povo.
b) Apesar da igreja ter uma trajetória diferente (traçado bíblico) do povo de Israel, o crente de maneira particular pode desfrutar da ação de Deus para livrá-lo e conduzi-lo em situações especiais.
c) Deus e somente Deus opera por exceção e não podemos transformar as exceções de Deus em regras.

Exemplo: O fato de Deus falar por alguém pelo dom da profecia, a regra está na Bíblia e precisa ser obedecida. 

3.2 Deus cuida do seu povo.


Quando Deus cobrou de Caim, a presença de Abel, mesmo sabendo do ocorrido, queria nos mostrar o quanto ele se preocupa conosco.

O melhor é deixar-nos guiar pelas mãos de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário