Tradução deste blog

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

SABEDORIA DIVINA PARA A TOMADA DE DECISÕES, EBD Lç. 12 para 18/12/2016 (subsídio)

SABEDORIA DIVINA PARA A TOMADA DE DECISÕES.
EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO 12 PARA O DIA 18/12/2016.
PONTOS A ESTUDAR:
I – CRISE FAMILIAR NO REINO DAVÍDICO.
II – SALOMÃO BUSCA SABEDORIA PARA REINAR.
III – SABEDORIA PARA EDIFICAR O TEMPLO.

                      A leitura dá graça e entendimento aos símplices.  


I – CRISE FAMILIAR NO REINO DAVÍDICO.
  
1.1 A velhice do rei. (IRs. 1:1-4)

Neste ponto o autor traz a público o tempo decorrido em função da idade do rei para escolher seu sucessor ao trono de Israel e este tema deve fazer coçar a língua de muitos professores e nem preciso explicar as razões ou devia? Se o professor não tiver cuidado e pulso, perde a direção e passarei a expor:

Trazendo a questão para o tempo presente, muitos certamente comentariam sobre a sucessão pastoral e deixo de comentar sobre isso pelo fato de a lição já nos dar a importante dica sobre este assunto.

1 – No caso de Davi, este deveria já ter preparado um soberano que poderia ser filho ou não; a rigor, no campo político principalmente em governos regenciais o primogênito assume a coroa. Isso acontece também nas ditaduras (ex. Cuba – Fidel e Raul Castro).

2 – No ministério pastoral não pode acontecer, pois o pastor não é o “príncipe regente da igreja”,  todavia quando este tem filhos obedientes, retos, sinceros e bem vistos aos olhos da igreja, não é improbidade a ascensão ao pastorado da igreja, todavia é bom olhar do lado e ver a figura imponente de um vice presidente que ao longo dos anos contribuiu com sua vida e colaboração na mais absoluta fidelidade ao ministério e Deus não veria com bons olhos, caso houvesse uma jogada politica para afastar o provável sucessor por direito e fatos.

3 – A escolha deve ser do Senhor que dará a todos, a inteireza de uma decisão feita com prudência.

1.2 Adonias e os valentes de Davi.

A disputa estava instalada na casa do rei.

Vou comentar algo que pode parecer alheio à lição, mas que sirva de “lição” para muitos pais. Um pai sensato deve  fazer o possível para nomear seus herdeiros ainda em vida colocando-se como “usufrutuário” no pátrio poder dos bens. Há casos de brigas insustentáveis no seio das famílias por conta dessas questões.

Se o rei tivesse tomado decisão quando ainda estava no pleno vigor físico e domínio do trono, certamente teria evitado muita confusão na família e no próprio reino.

Vejam a importância deste assunto. Um pastor que tem consciência da sua chamada, não precisa ficar enciumado com quem quer que seja no tocante a legitimidade do seu governo na igreja, pois Deus honra a quem honra e devemos nos lembrar de Moises que sofreu a disputa escancarada de Coré, Datã e Abirão que caíram fragorosamente por não terem o reconhecimento do Senhor.

Lá fora uma coisa e aqui dentro, outra. O poder pertence a Cristo.

1.3 A atitude de uma mãe em meio à crise.

Aqui temos a figura de Bate-Seba que correu a denunciar a Davi os propósitos de Adonias e teve como resposta a imediata coroação de Salomão como rei.

IRs. 2:2-4 - HÁ CONSELHO MAIS LINDO E SEGURO QUE ESTE?
“Eu vou pelo caminho de toda a terra; esforça-te, pois, e sê homem.
E guarda a ordenança do Senhor teu Deus, para andares nos seus caminhos, e para guardares os seus estatutos, e os seus mandamentos, e os seus juízos, e os seus testemunhos, como está escrito na lei de Moisés; para que prosperes em tudo quanto fizeres, e para onde quer que fores.
Para que o Senhor confirme a palavra, que falou de mim, dizendo: Se teus filhos guardarem o seu caminho, para andarem perante a minha face fielmente, com todo o seu coração e com toda a sua alma, nunca, disse, te faltará sucessor ao trono de Israel.”.
                                         
II –  SALOMÃO BUSCA SABEDORIA PARA REINAR.

2.1 O novo rei.

Todo bom começo precisa ser feito no Senhor, com humildade e reconhecimento do seu amor e grandeza. Assim foi o começo de Salomão diferente de todos os que vieram depois dele.

Uma lição para quem deseja o episcopado. Ninguém faz um curso de teologia e sai pronto.

2.2 Salomão pede sabedoria a Deus.

2Cr. 1:10-11e Deus:

Dá-me, pois, agora, sabedoria e conhecimento, para que possa sair e entrar perante este povo; pois quem poderia julgar a este tão grande povo?
Então Deus disse a Salomão: Porquanto houve isto no teu coração, e não pediste riquezas, bens, ou honra, nem a morte dos que te odeiam, nem tampouco pediste muitos dias de vida, mas pediste para ti sabedoria e conhecimento, para poderes julgar a meu povo, sobre o qual te constituí rei,

Uma pergunta e ninguém precisa responder, pois é apenas para pensar: O que os homens pedem hoje?


2.3 Um desejo de construir um Templo para Deus.

Neste ponto o autor considera o propósito de Salomão em construir uma casa para adoração e este pensamento esteve no coração de Davi, impedido de faze-lo.

O que quero considerar neste ponto e espero que os professores conduzam muito bem e que andam tentando desqualificar as igrejas como locais de culto; que igreja não é parede, somos nós.

Prestem atenção:
É estupidez discutir por nomenclaturas ou simplesmente nomes ou títulos.

A palavra trindade não está na Bíblia? Não. E daí?! O nome foi usado para definir o que na Bíblia é a verdade; O pai, o filho e o Espírito Santo.

Parede não é igreja? Não. E daí o nome cresceu popularmente como qualquer lugar onde se realize cultos, seja em casa, salão ou templos. Nada fere princípios doutrinários.

                     
III –  SABEDORIA PARA EDIFICAR O TEMPLO.

3.1 Salomão faz aliança com Hirão. IRs.5:1-6.

Fazer aliança, que não seja como faz governo e parlamentares, a busca de se fazer aliança e notadamente, entre o povo do Senhor é a melhor saída para a crise da igreja brasileira, mas sem vontade das partes em lavar os pés uns dos outros, as soluções são difíceis.

O orgulho e a vaidade tem tomado conta dos homens que lideram os grandes ministérios e mesmo sabendo que o povo de Deus não está dividido por conta dessas questões,  isso posso provar, os caminhos têm sido penosos.

3.2 A construção do templo.

Recomendo a leitura deste tópico com muito vagar principalmente o final do texto quando o autor diz: “Os trabalhadores e todo o Israel se dispuseram a fazer o melhor porque estavam felizes com o reino de Salomão”.

Quero chamar a atenção para isto. Há nas redes sociais muita reclamação com desmandos de pastores e ministérios. Nem tudo é verdade, porém muita coisa precisa ser revisto, pois é comum ver-se pastores presidentes e isto, em qualquer Estado, morando em excelentes moradias, com sobra de recursos, trocando de carro com muita frequência, usando roupas de grife, filhos bem alimentados e frequentando boas escolas, enquanto pastores auxiliares, levam uma vida com extrema dificuldade que levam seus filhos a desacreditarem de justiça nas igrejas e acabam se desviando para serem acusados de rebeldes.

3.3  A arca da aliança.

Salomão tirou a arca da tenda da congregação para que habitasse no grande templo que ele havia construído. A presença do Senhor foi manifestada como sinal de aprovação (IRs.8:10). Os sacerdotes sequer podiam ficar em pé naquele lugar.

Podem gastar todo o dinheiro do mundo para construir réplicas do templo, todavia hoe não funciona mais; é jogar dinheiro pela janela que daria para fazer grandes empreendimentos para beneficiar o povo.

Sem fogo, não dá.

Peço aos companheiros que sejam cautelosos no ensino aos seus alunos e se perceberem que pego pesado na exposição do subsídio, não precisam pegar ao pé da letra e jogar para os alunos, pois nem todos suportam certas verdades por fraqueza.


Quando ensino nas EBDs e fiz isto por muitos anos, procurava saber que material humano tinha diante de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário