Tradução deste blog

sábado, 19 de novembro de 2016

O MILAGRE ESTÁ EM SUA CASA, EBD Lç.9 para 27/11/2016 (Subsídio).

O MILAGRE ESTÁ EM SUA CASA.
EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO 09 PARA O DIA 27/11/2016.
PONTOS A ESTUDAR:
I – UMA FAMÍLIA EM DIFICULDADES.
II – DEUS REALIZA MILAGRES.
III – PROVISÃO NA MEDIDA CERTA.

 Vasos emprestados também fala da nossa dependência com o próximo. "*Não somos uma ilha"  (*)Autor desconhecido para mim.

I – UMA FAMÍLIA EM DIFICULDADES.

1.1 A crise das dívidas.

Verificando em pesquisa, encontrei muitos significados para “crise” e chamamos de crise toda e qualquer situação de anormalidade ou situação que interrompe com o momento de bem estar, seja físico, espiritual, social, familiar, moral e na nação, crise política, econômica e tantas outras situações.

Não sabemos precisar (penso) que tipo de crise é a mais grave e danosa para nossa vida e só encontro como resposta esta: Crise é crise e não gostamos qualquer que seja o momento ou a situação envolvente.

O autor começa tratando da “crise das dívidas” e oferece como exemplo, a viúva de um dos profetas.

1.2 O risco de perder os filhos.

Recomendo a leitura do texto da lição neste tópico, em classe.

Em Pv. 22:7 diz: “O que toma emprestado é servo do que empresta”.
No exemplo do autor que traz a memória o que consta em 2Rs. 4:1-7 declara acerca da viúva endividada e na iminência de perder os dois filhos para o credor. Que situação!

Há momentos na vida que esperar pelo homem é acrescentar sofrimentos. Nos púlpitos, há homens e há homens de Deus a altura de Eliseu, que se detém para ouvir uma viúva desalentada.

No tocante a dívidas, você professor, se é uma pessoa financeiramente equilibrada, não ataque seus alunos com críticas. Eu já passei por situações de endividamento e sei como estas coisas acontecem principalmente quem tem uma boa família e paga aluguel.

Certa feita entreguei uma igreja que pastoreava por conta de endividamento. O Senhor me deu vitória e certamente posso dizer que ele não desampara e esta lição é uma prova bíblica disto.

Ainda jovem quando a igreja demonizava o uso de contraceptivos, excetuando os que causam aborto, ensinava os casais à necessidade de planejar sua família e a razão disto é que ouvia do púlpito as palavras de condenação e não via os bons resultados nas visitas às pessoas carentes. Se não cumprimos o papel social e bíblico de ajudar quem precisa, não temos o direito de critica-los.


1.3 A viuvez.

Neste ponto o autor fala sobre a situação da viúva que não tinha arrimo (amparo ou proteção) que pudesse ajuda-la em momento tão difícil e aparentemente não tinha remidor; o parente próximo que casando-se com ela cuidasse da sua situação financeira e familiar.

Quem sabe até podia haver algum remidor, mas considerando o que já lemos no livro de Rute, (Lição 8 deste mesmo trimestre), nem todos estão a fim de ser um remidor,  principalmente se a viúva não for atraente nem possuir algum dote.

O mundo e sua infâmia.

A hipocrisia é latente e só removida por Cristo.


II –  DEUS REALIZA MILAGRES.

2.1 A fé do profeta.

Quero reportar o que Pedro disse a respeito quando o paralítico do templo na porta Formosa, pedia esmolas e foi curado pelos apóstolos:

“E quando Pedro viu isto, disse ao povo: Homens israelitas, por que vos maravilhais disto? Ou, por que olhais tanto para nós, como se por nossa própria virtude ou santidade fizéssemos andar este homem?” Atos 3:12.

O QUE SOMOS?
Apenas agentes da vontade de Deus se realmente quisermos glorifica-lo em nossas vidas, pois a operação é dele, por ele e para ele.

Há muitos arrogantes achando-se o “supra-sumo” do ministério e outros que se aproveitam para “encher a burra” de dinheiro e parecer o “astro rei” na TV.

Perceba-se que Eliseu não demonstrou qualquer vaidade pelo que Deus fazia por seu intermédio.

Quando a moda pega, eles abrem igrejas em qualquer parte do território nacional visando amealhar crentes de várias igrejas, pois há espectadores para tudo.

O FIM E O JUÍZO VEM!

2.2 A viúva procura Elizeu.

Procurar o profeta é o mesmo que procurar a igreja nos nossos dias, procurar o pastor e expor sua situação calamitosa. O que pode acontecer?

1 – A clássica e velha pergunta: “a irmã é dizimista”.
2 – A irmã tem filhos ou parentes que lhe possa ajudar?
3 – Olha irmã! A única coisa que posso fazer é lhe dar uns trocados para comprar pão na padaria ou a senhora leva uma  cesta básica.

Cesta básica nada de básico ´- 1 kilo de feijão, 5 de arroz, 1 de café e pct de macarrão e aí vem o pior: uma lata de sardinha, uma lata de molho de tomate, sal, farinha de mandioca e mais umas merrecas. No primeiro mês ainda passa mas do segundo em diante...

Não tem um sabonete, uma pasta de dente, um sabão para roupas, nem uma mistura e outros produtos tão necessários e se o aluguel estiver atrasado...

Ao dizer isto, quero que sejamos coerentes, refiro-me a membros fieis da igreja que sempre estiveram à disposição para o serviço do reino e considerando que há os muito ativos aos menos ativos, todos precisam ser tratados com igualdade. A igreja não recebe subsídio do governo e, portanto  não é uma tarefa fácil abrir a porta para todos.


2.3 Deus utiliza aquilo que temos.

O autor cita diversos personagens da bíblia usados por Deus com aquilo que tinham e no tocante a viúva, certamente com o que tinha; uma botija de azeite e isto foi o suficiente para tira-la do sufoco.

O que temos pode estar ligado aos valores morais e ao caráter e assim, devemos ter algo para o Senhor iniciar sua obra em nossa vida.

                     
III –  PROVISÃO NA MEDIDA CERTA.

3.1 Preparação para receber o milagre.

Certamente ela pediu vasos emprestados, vasos o que nos leva a compreender algo muito importante; ela não tinha como pagar a dívida, mas tinha amizade e influência sobre seus vizinhos, caso contrário, o azeite não daria para muita coisa.

Uma bela lição. Há crentes que moram na mesma rua Há 10, 15 ou mais anos e não tem amigos, não é habituado a sorrir para seus vizinhos.

3.2 Provisão abundante.

Não se discute as medidas de Deus para nossas vidas.
Passei vários perrengues na vida e não foi apenas uma vez quando pedi ao Senhor: “Senhor minha conta bancária precisa de R$ 500,00 para cobrir aquele cheque”. Não foi apenas uma vez em que fui socorrido de forma milagrosa com, exatamente o que havia pedido”. Mistérios, isso é um “manto”.

Por outro lado, não me queixo da quantidade recebida na área do espírito e do entendimento. Louvado seja o Senhor.

O que é importante é ter confiança no Senhor.


3.3 Fé em ação.

A ação exigida para o milagre eram os vasos emprestados. Não pode haver fé manifesta sem ação.

Qualquer que seja a nossa situação Deus estará sempre pronto a nos socorrer.

Um dos maiores exemplos de fé seguida de ação, a passagem pelo Jordão:

JOSUÉ 3:12-16.

Tomai, pois, agora doze homens das tribos de Israel, de cada tribo um homem;
Porque há de acontecer que, assim que as plantas dos pés dos sacerdotes, que levam a arca do Senhor, o Senhor de toda a terra, repousem nas águas do Jordão, se separarão as águas do Jordão, e as águas, que vêm de cima, pararão amontoadas.

E aconteceu que, partindo o povo das suas tendas, para passar o Jordão, levavam os sacerdotes a arca da aliança adiante do povo. E quando os que levavam a arca, chegaram ao Jordão, e os seus pés se molharam na beira das águas (porque o Jordão transbordava sobre todas as suas ribanceiras, todos os dias da ceifa),



Pararam-se as águas, que vinham de cima; levantaram-se num montão, mui longe da cidade de Adão, que está ao lado de Zaretã; e   as  que   desciam   ao  mar das campinas, que é o Mar Salgado, foram de todo separadas; então passou o povo em frente de Jericó.

Nenhum comentário:

Postar um comentário