Tradução deste blog

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

EBD LÇ.12 ISAQUE, O SORRISO DE UMA PROMESSA

EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO PARA O DIA 20/12/2015.
PONTOS A ESTUDAR:
I – ISAQUE, O SORRISO TÃO ESPERADO.
II –  ISAQUE, O BEM MAIS PRECISIOSO DE ABRAÃO
III – O CASAMENTO DE ISAQUE.
IV – ISAQUE, O BENDITO DO SENHOR.

ABRAÃO PROVOU PARA ELE MESMO O QUANTO AMAVA AO SENHOR


I – ISAQUE, O SORRISO TÃO ESPERADO.

1.1 O nascimento do “riso”.

Poucas crianças vieram ao mundo sob promessa e com missão tão extensa quanto a Isaque e Cristo. Cada um no seu próprio contexto histórico.
Isaque para o povo judeu e Jesus para o mundo inteiro.


1.2 Isaque e Ismael.

ISAQUE – Uma nação – Com ele estabelecerei o meu concerto.
ISMAEL – Várias nações – Doze tribo gerará e farei dele uma grande nação  (Gn. 17:19).

As palavras de Sara a Abraão não soa bem ao nosso conceito de vida e convivência, levando-se em conta o contexto histórico e que ela mesma havia oferecido a alternativa ao marido, ter filho com a escrava.

Não é boa coisa esquecer-se das promessas do Senhor e Sara esqueceu, Gn. 17:19

É bom pensar que Deus não escreve certo por linhas tortas nem erradas. Deus tem os seus planos e os executa.

II -  ISAQUE, O BEM MAIS PRECIOSO DE ABRAÃO.


2.1 A provação das provações.

Deus pede a vida de Isaque, o bem mais precioso de Abraão e Sara.  A história de Abraão e o Monte Moriá, impressiona em todos os sentidos. Há que se levar em conta tudo o que conhecemos do casal, segundo as Escrituras, a idade, a promessa, o nascimento e agora depois de tudo, Deus pede Isaque em sacrifício.

A caminhada até Moriá, a indagação do jovem, o altar, o fogo, a lenha e o cutelo. Porém, nada impressiona tanto quanto a observação do “Anjo do Senhor”   à Abraão: “... Agora sei que temes a Deus,,.”  Gn 22:12.
- “Agora sei...”

Deus realmente prova a nossa fé.

Em Moriá, o sacrifício foi substituído, no calvário não.

2.2 O encontro de Isaque com Deus.

A submissão de Isaque diante do perigo da sua morte demonstra ter a mesma fé do pai, de Abraão. Saiu-se muito fortalecido.

Isaque consentiu com tudo, até a ameaça final.


III – O CASAMENTO DE ISAQUE.

3.1 Uma esposa para Isaque.

Extraímos muitas lições que vai, dos cuidados do pai, sobre a origem da moça, muito próprio para o seu tempo, bem como os sinais requeridos pelo mordomo.

Mesmo tendo ocorri a tantos anos ou melhor, milênios, faço as mesma considerações; uma moça educada, de boa índole, de boa família e com personalidade deve ser a mulher idealizada por homens de valor.

Isso vale também para quem escolha um homem honrado.


3.2 O casamento de Isaque.

O encontro com a família o consentimento e a atitude da jovem demonstra fé por alguém que não conhecia, não havia fotos ou selfies.

Isaque se consolou da morte da sua mãe. O casamento tem essa entre outras finalidades, para ambos os sexos, consolação das perdas.
3.3 Os filhos que não vinham.

Alguns caminhos de Abraão foram percorridos por Isaque, mas, souberam esperar na ação divina, na promessa que nunca falha.


A insistente oração de Isaque por Rebeca mostra aquele lado que buscamos nos homens de hoje. Marido que ora por sua mulher. Gn.25:21.

IV – ISAQUE, O BENDITO DO SENHOR.

4.1 Príncipe de Deus.

Tanto Abraão quanto Isaque cresceram sobremaneira diante dos cananeus e impuseram respeito, a presença de Deus na vida deles era sentida por todos.

EXPERIÊNCIA DE ABRAÃO – Desce ao Egito e por pouco perde Sara para o Faraó. A mão de Deus pesou e ele reconheceu que Sara seria intocada. Gn. 20.

EXPERIÊNCIA DE ISAQUE. Desce a Gerar por causa da fome e por pouco perde Rebeca para Abimeleque. Gn. 26.


Os “cambalachos” são tantos nos nossos dias que o povo perde o respeito por líderes cristãos. Já não causam boa influência e nessa, os bons pagam pelos maus.


4.2 Profeta de Deus.

Atribui-se uma linguagem profética toda evidencia de sinais que apontam para o futuro. Neste caso, não se trata apenas de uma evidência; é uma mensagem de cunho profético e a razão é clara:

Em Jacó, a constituição do Estado de Israel ou simplesmente Israel.

Em Esaú, a ascendência do povo árabe, também  semitas.

A palavra de bênção sobre Jacó declara a total submissão de Esaú e sua descendência.

  

3 comentários:

  1. A paz Pr Genilvaldo quero desejar para o Pr e sua familia um 2016 cheio de bençaos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deno Lemes.
      Agradeço o carinho e retribuo de igual forma. Um ano muito abençoado para ti e os teus.

      Excluir
    2. Deno Lemes.
      Agradeço o carinho e retribuo de igual forma. Um ano muito abençoado para ti e os teus.

      Excluir