Tradução deste blog

domingo, 15 de novembro de 2015

EBD LÇ.8 O INÍCIO DO GOVERNO HUMANO.

EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO PARA O DIA 22/11/2015.
PONTOS A ESTUDAR:
I – UM NOVO COMEÇO.
II – O ARCO DE DEUS.
III – O PRINCIPIO DO GOVERNO HUMANO.

                      "Nunca mais destruirei o mundo com águas.


I – UM NOVO COMEÇO.

Discute-se tanto sobre quem eram as pessoas encontradas por Caim, origem deles e agora, temos tudo zerado para o recomeço a partir de uma única família, a família de Noé.


1.1       Um novo relacionamento com a natureza.

No período anterior ao diluvio, apesar da queda do homem e a expulsão do jardim, Deus não havia declarado ainda a forma de sobrevivência deles, todavia, agora a situação ficava mais clara e no capítulo 9:3 Deus entrega todos os animais para sua alimentação com ressalvas; não comer a carne com o seu sangue por representar a vida.

No milênio, essa harmonia será restaurada. Is 11:5 e sgts.

1.2 Uma nova dieta.

Deus sempre interferiu na dieta do seu povo. Tudo indica que antes do diluvio, a alimentação do homem consistia em vegetais e depois do diluvio, Deus se lhes indica uma dieta rica em proteína animal.

A advertência quanto ao sangue, foi reformulada sob a lei, Lv. 17:10 e sgts, Dt. 12:16 e  Atos 15:29.

Quanto a diet no Novo Testamento, não há qualquer restrição exceto a já citada em At.15:29

1.3 A bênção divina.

Não sabemos exatamente quanto tempo durou  a reconstrução do mundo daquele tempo com todas as possibilidades de sobrevivência, mas, novamente temos aqui a questão do tempo de vida dos homens naquele período; Noé viveu exatos, 350 anos depois do diluvio, Gn. 10:28.

SEM, CÃO E JAFÉ deram origem às raças posteriormente conhecidas inclusive o lugar de habitação desse povo e o idioma de cada um deles, isto, após a tentativa de construir a Torre de Babel.

II -  O ARCO DE DEUS.

2.1 Um novo pacto com a humanidade e o sinal 2.2

A promessa de não mais subverter a terra com águas é marcada permanentemente  pela presença do sinal na nuvem, que tanto gostamos de ver em dias de chuva e sol, quando os raios atravessam as gotículas de água formando o fenômeno ótico com as cores: Vermelho, laranja, amarelo, verde, azul e violeta.

III – O PRINCÍPIO DO GOVERNO HUMANO.

3.1  O governo humano.

Deus  delegou ao homem, o ato de governar tudo o que estivesse à sua volta, com apenas uma e única rudimentar recomendação:
“Requererei a vida de cada um, do seu irmão”. Gn,9:6.

Essa era a forma de governo geral que devia prevalecer. Com o crescimento, a tribo semita se sobressai na obediência a Deus e dela, o Patriarca Abraão; o patriarcalismo e depois o governo teocrático.


3.2 O aperfeiçoamento do governo.


A vida pós-dilúvio deixou lacunas, aliás, nem diria lacunas, pois, a expansão da  lei cresce e toma forma de acordo com a complexidade da sociedade e assim, pela mão de Moisés, uma lei completa é entregue no Sinai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário