Tradução deste blog

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

EBD LÇ.6 O IMPIEDOSO MUNDO DE LAMEQUE.

EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO PARA O DIA 01/11/2015.
PONTOS A ESTUDAR:
I –  UM MUNDO AINDA MARAVILHOSO.
II – UM MUNDO TOTALMENTE DEPRAVADO.
III – UM MUNDO CONDENADO À DESTRUIÇÃO.
                         
                PISAR OS FRACOS, FOI SEMPRE O PRAZER DO IMPIO.
                       ESTÁ NA HORA DO JULGAMENTO DELES.


 I – UM MUNDO AINDA MARAVILHOSO.

A população humana já era significativa no tempo de Lameque, indicando  que o tempo de Deus não é o tempo do homem.

É possível também notar que o espírito de liberdade e o arbítrio dominavam os corações. As escolhas de cada um.

O relato de Gênesis 5 mostra o primeiro desdobramento das gerações após Adão. O  primeiro homicídio aponta para a contaminação  da raiz humana; os frutos já estavam contaminados Gn. 4:8.

O homem criado a imagem de Deus agora é gerado a imagem e semelhança do próprio homem Gn. 5:3.

O tempo de vida dos primeiros patriarcas até à corrupção geral:
Adão viveu 930 anos, Sete viveu 912 anos, Enos viveu 905 anos, Cainã viveu 910 anos. O primeiro filho de Maalalel nasceu quando ele tinha 65 anos e viveu 895 anos. Não havia preservativos na terra.

Maalalel gerou Jarede (800) e gerou filhos e filhas dentre eles, Enoque (300) e gerou filhos e filhas e Metusalém que gerou o nosso amigo Lameque (777 anos).

Considere o capítulo 6:1  de Gênesis: “... os homens começaram a multiplicar-se sobre a face da terra...”,  portanto, está fora de cogitação a existência de anjos cruzando com seres humanos.

1.1       Fartura de pão.
O autor cita o texto de Mt. 24:38-39 quando Jesus faz referência aos dias anteriores ao diluvio, o texto deixa transparecer mais a vida folgada que a quantidade disponível, todavia, é sempre uma referência, pois, na escassez o povo não vive tão folgados assim.

1.2 Saúde perfeita.

A saúde do povo era compreensível como boa considerando o meio ambiente favorável para tanto.

O autor convida a considerar a folha corrida de um homem vivendo 900 anos. Realmente é para se pensar e principalmente quantos filhos teriam tido na verdade, esses homens, considerando a poligamia e a fertilidade da mulher que deviam viver o mesmo tempo do homem, a produção não referenciada devia nos impressionar.

 Interessante que a Bíblia só cita os homens nesse jogo de vida longa, por serem os responsáveis pela reprodução biológica e social?

1.3 Beleza perfeita.

Incontestável a beleza feminina citada em Gn. 6:1 e ai começa a tão discutida “mistura” abominada por Esdras 9:1-2 e pelos nossos pais na fé quando a igreja não aceitava o namoro e casamento de crente com descrente.

1.4 Tecnologia avançada.

Claro que quando se fala em “tecnologia” vocês devem pensar o que eu pensei quando li o título antes do comentário do autor.

Como a ciência divide a história da humanidade?

PRÉ-HISTÓRIA – Do surgimento do homem na terra até 4000 a.c. e nesse período registra-se o “Paleolítico” e  “Neolítico”.

No Paleolítico a idade da Pedra Lascada com a descoberta do fogo.

No Neolítico ou “Pedra Polida”  a “Idade dos Metais”. Revolução agrícola e fundição dos metais, fabricação de instrumentos.

As informações acima servem para avaliar um período que ninguém conhece, exceto, pela avaliação dos achados ou fósseis, mas, que se pode considerar o período em que a civilização, a partir de Adão explorou as oportunidades.



II -  UM MUNDO TOTALMENTE DEPRAVADO.

2.1 Devassidão sexual.

Voltemos a Mt. 24:38-39 para entendermos este ponto e tê-lo como completa verdade. Casar-se e dar-se em casamento é viver uma vida devassa.

2.2 Violência sem limites.

Novamente apelo para outro texto, Gn. 6:5 “E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra...”.

Quero apenas chamar a atenção que a Bíblia não desce a detalhes sobre o comportamento daquela geração, mas, para encher as medidas de Deus, possivelmente a coisa tenha sido muito mais feia que a visão mostrada pelo autor.

2.3 Resistência a graça divina. 

O homem sempre fez mau uso do arbítrio na hora de confrontar-se com a vida dissoluta, a escolha é sempre nessa direção.

III – UM MUNDO CONDENADO À DESTRUIÇÃO.

3.1  A pregação de Noé

O que Noé fez durante 120 anos pregando, advertindo a sua geração e construindo a arca, a igreja faz para esta geração com apenas uma diferença, porém, uma grande diferença, a nossa arca está pronta.

3.2 Uma geração corrompida.

A corrupção era tanta que para Deus, somente uma solução; destruir toda carne.

A nossa geração assemelha-se àquela, foi o que disse o Senhor. A diferença é que Deus não pode mata-los por conta do seu plano de redenção da humanidade e ter posto o seu próprio filho como mediador. Quando o Senhor arrebatar a sua igreja e sair da posição de mediador, o acerto final será diretamente com Deus.

Guarde-nos o Senhor de pecarmos contra a sua palavra.


Nenhum comentário:

Postar um comentário