Tradução deste blog

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

EBD - LÇ.1 GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA

EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO PARA O DIA 04/10/2015.
PONTOS A ESTUDAR:
I –  TEMA, DATA, AUTORIA E LOCAL.
II – OBJETIVOS DO GÊNESIS.
III – O CONTEÚDO DO GÊNESIS.

                                       O COMEÇO DE TUDO


  I – TEMA, DATA, AUTORIA E LOCAL.

1.1       Tema.

Eis a grande oportunidade de se estudar como tudo se fez ou pelo menos quase tudo.

Conhecemos a história a partir da criação e tudo o que Deus fez antes, as informações são muito bem sucintas e a Bíblia não revela detalhadamente o tempo; não o tempo gasto na execução, pois, para nós basta o “haja” e tudo se fez.

No princípio ou a principio criou Deus...

Claro que ficamos impressionados quando fósseis encontrados e analisados, são datados de milhões de anos...

De qualquer forma, aprendi a manter-me nos escritos sagrados tal e qual como estão. Hoje, conhecemos em parte, mas, chegará o tempo em que saberemos na plenitude; ora vem Senhor JESUS.

1.2 A data.

O século XV a/c em contagem regressiva até o ano do nascimento do Senhor  tem-se  que o livro foi escrito em qualquer ano entre 1500 a 1401.

O que vejo de interessante neste tópico é a observação do autor quanto à integridade do texto chegado até nós. Penso que tudo o que  Deus quis que chegasse até nós, esteve sob seus cuidados da forma como conhecemos e louvamos a Deus por tudo isso.  

1.3       Autoria.

Com o devido respeito a todos, acho as referências citadas nos evangelhos,  frágeis para provar que o livro foi escrito por Moisés,  por tratar-se apenas de citações que não deixa de ter o seu valor, todavia,  não consigo pensar em outra autoria que viesse relatar os fatos com tanta propriedade.

Moisés não precisava de outro escritor; era culto e viveu a experiência. Soube contar como ninguém e  a emoção dos personagens envolvidos na história como dele próprio, está em cada página dos livros.

40 dias no monte. Quanta coisa Deus contou para Moisés! Ex.34:28.
Não foi apenas as tábuas da lei que Moisés ouviu e relatou.


1.4       Local.

O cenário em que tudo aconteceu.

II -  OBJETIVOS DO GÊNESIS.

2.1 Fortalecer a fé da geração do êxodo.

Nós lemos e glorificamos a Deus, agora, imaginemos eles, os hebreus vivenciando toda aquela história, sendo parte de toda movimentação em direção a Canaã.

Quando lemos em Hebreus 12:18-21em que o autor reporta-se a Moises diante da visão no Sinai e diz: “...Estou assombrado e tremendo” percebemos o quanto Deus se revelou ao seu povo, como nunca em outros tempos.   Ex. 19:18


2.2 Responder as grandes perguntas.

Todas as grandes perguntas da vida, do nosso planeta e do universo, da criação a manutenção da ordem do universo, aprendemos na Palavra de Deus e nos aquietamos com o que não estiver expressamente revelado.

II – O CONTEÚDO DO GÊNESIS.

3.1 Criação.

Em dois capítulos a grande riqueza da revelação, de  como tudo veio a existir e que até hoje, pela falta de detalhes, nos permitimos montar toda história em nossa mente, principalmente a que envolve a criação do homem, da mulher e a possível ou não existência dos povos.

Só não podemos inventar o que a Bíblia não mostra de maneira mas clara.


3.2 A queda e a degradação humana.

Como tudo aconteceu para que o homem perdesse a comunhão com Deus e as palavras proferidas apontando para a redenção dando ao homem e mais ainda, para todos nós a esperança da redenção.

3.3 O diluvio.

O diluvio universal destruindo a primeira geração em que apenas Noé e sua família se salvam obedecendo à ordem de Deus.

A arca é um caso à parte, pois, aponta para Cristo que no meio de uma grande tempestade já muito próxima, atrai para si todos os que abrirem o coração para crer e alcançarem à salvação e agora, eterna.

3.4 O recomeço da civilização.

A partir do capítulo nove, a impressionante história da nova civilização, o surgimento dos povos com suas línguas naturais como conhecemos ainda hoje e saber que tudo isto tem a mão de Deus que resolveu confundi-los na torre de Babel.

3.5 A origem da nação de Israel.

A criação desse povo a partir de Abraão, que gerou Isaque e Jacó e este último, os patriarcas de Israel, ocupa grande parte do livro.


Israel, um povo especial, amado e odiado simultaneamente por todos os povos, se constitui no maior segredo entre as nações e interfere na redenção das nossas almas, pois, temos que esperar o cumprimento das profecias, pois, nada se concretizará em sua plenitude sem o povo de Israel ou povo de Deus.    Rm.2:28-29.

Nenhum comentário:

Postar um comentário