Tradução deste blog

sábado, 6 de dezembro de 2014

EBD LÇ 10 AS SETENTA SEMANAS

EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO PARA O DIA 07/12/2014
PONTOS A ESTUDAR:
I – DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO SEU POVO.
II – DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO.
III – OS PROPÓSITOS DA SEPTUAGÉSIMA SEMANA.                

                                             O centro do  mundo e dos fatos.


PROPOSTAS DA INTRODUÇÃO: Óbvio que tudo na Bíblia nos atrai, porém, há algumas manifestações de sentimentos que cala em nosso coração como, por exemplo: “Estando eu ainda falando e orando e confessando o meu pecado e o pecado do meu povo Israel....”.
Confessando o MEU PECADO depois.... o pecado do meu povo.

Não ficar culpando a igreja por todos os fracassos e sim, assumir corajosamente a culpa para tomar a rota certa.

 I – DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO SEU POVO.

1.1 O tempo da profecia de Jeremias.

A Bíblia tinha a resposta mesmo sendo Daniel, um homem de visões.
Estava escrito. Certamente Deus finalizaria o plano concebido para dar a Israel a lição que precisava e o fim desse castigo.

Israel tinha sido entregue nas mãos dos Caldeus e era hora de retornar.

1.2 As confissões dos pecados de um povo.

A coisa mais fácil tem sido apontar os erros dos outros sem assumir as próprias culpas.

Lembremo-nos de Davi quando após levantar o censo bélico de Israel, foi repreendido pelo Senhor e vendo o látego bater sobre o povo fez a seguinte oração: “...Não foi eu que pedi para contar o povo? E eu mesmo sou o que peguei... seja a tua mão contra mim e a casa de meu pai e não para castigo de teu povo.”.
  
1.3 Daniel reconheceu a justiça de Deus.

Traduzir o pensamento do autor neste ponto não é tarefa fácil; somente ele poderia ampliar, todavia, arrisquemo-nos.

Quando o profeta declara que em nós está a confusão de rosto, significa reconhecer a fragilidade do nosso pensamento em torno das questões divinas, principalmente quando essas questões envolvem pessoas ou nações e no caso, o povo de Israel.

Vejamos um exemplo bíblico; Quando Deus manda matar, homens, mulheres e crianças...   ISm. 15:3 sobre Amaleque.


II – DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO.

2.1As setenta semanas.

Aqui começa o mais pesado.

O autor explica a maneira matemática de desembaraçar as setenta semanas que logicamente, os fatos não ocorreriam em apenas 490 dias e sim de anos sendo um ano para cada dia da semana, resultando assim em 490 anos, veja o mapa na página 71 da lição.

Essas 70 semanas de anos, reservam uma semana para os acontecimentos finais, portanto, trabalha-se com 69 semanas iniciadas com a autorização de Artaxerxes para o retorno a Israel.

Veja no próprio ponto 2.1 como o autor explica os acontecimentos e o período de cada um: 7 semanas, 62 semanas e 1 semana.

Muitos alunos não são aplicados no estudo da escatologia e se conformarão com a simples leitura do ponto e outros que já vem preparado e gostam do tema, poderão pegar algum professor desavisado, no contrapé. Todo cuidado é pouco.

2.2 Os três príncipes são mencionados na profecia.

O príncipe que é tirado, o Messias. Tirado do cenário político mundial.

O segundo é o que destrói Jerusalém no ano 70. General Tito, filho do imperador Vespasiano.
E o terceiro é o impostor que se assenta no trono de Deus querendo parecer Deus.
  
2.3 O intervalo que precede a septuagésima semana.

O grande intervalo foi dado para que o povo gentio tivesse a oportunidade de conhecer o Reino de Deus e do Messias.

III – OS PROPÓSITOS DA SEPTUAGÉSIMA SEMANA.

3.1 Revelar o homem do pecado.

O autor dá os nomes a que se atribui a uma única pessoa; o Anticristo, no campo das visões de Daniel.

O “rei” de cara feroz
O “chifre pequeno”
“O animal terrível e espantoso”.

Ele não tarda a assumir politicamente a mais influente forma de governo, seguido de grandes sinais e prodígios.
  
3.2 A grande tribulação.

Confesso que somente com a rede social, tomei conhecimento do tamanho da discussão que se faz em torno do assunto; tribulação.

Fecha-se a discussão em torno da seguinte afirmativa: Não experimentaremos a grande tribulação, exceto, os crentes que por descuido ficarem após o arrebatamento.

Quando ocorrerá o arrebatamento da igreja e o surgimento do Anticristo no cenário mundial? Pensemos no encontro das águas do Rio Negro com o Solimões, parece haver uma grande mistura considerando a exiguidade do tempo entre um evento e outro, porém, cada água toma o seu rumo.

3.3 Revelar a vitória gloriosa do Messias.

Peço que o professor leia este tópico com muita calma para que os alunos saboreiem o momento mágico em que o verdadeiro Messias, JESUS, irá dominar por completo este mundo, mudando toda a sua trajetória.

Por esta, os Testemunhas de Jeová, não esperam, pois, para eles, o reino já está estabelecido e dão diversas datas, quando se sentem enganados, mas, nunca desistem.
Paciência.




Nenhum comentário:

Postar um comentário