Tradução deste blog

terça-feira, 24 de setembro de 2013

EBD LC 13 - O Sacrifício que Agrada a Deus.

LIÇÃO 13 O SACRIFÍCIO QUE AGRADA A DEUS.
EBD para 29/09/2013. Subsídio.
PONTOS A ESTUDAR:
I – A PARTICIPAÇÃO DA IGREJA NAS AFLIÇÕES DE PAULO.
II – REMINISCÊNCIA: O ATO DE DAR E RECEBER.
III – A OBLAÇÃO DE AMOR E SAUDAÇÕES FINAIS.


Em tempo:  Quando uma igreja está de coração aberto para ser tão generosa? Quando o seu pastor tem um coração aberto e sabe conduzir a igreja no mesmo sentimento, porém, se o pastor é um homem desatento a isto, a igreja naturalmente seguirá o seu líder. Assim como é o sacerdote, assim é o povo.

I – A PARTICIPAÇÃO DA IGREJA NAS AFLIÇÕES DE PAULO.
1.1        Os filipenses tomam parte nas aflições do apóstolo.
Seria bom que as igrejas na atualidade, fossem estimuladas a amar e ajudar os que trabalham na obra do Senhor e visivelmente dão suas vidas pela causa. Entendemos a complexidade disso, diante de tantos abusos.

1.2        O exemplo da igreja após o Pentecostes.
Lembramos que pelo menos, na comunidade apostólica não havia interesse de abraçar a riqueza. O amor era ensinado para vivê-lo intensamente e isso começava pelos apóstolos.

1.3        O padrão de amor para a Igreja.
Se a igreja não praticar o amor no seu melhor sentido, ela não experimentará as virtudes celestiais, salvação de almas, batismo com o Espírito Santo, milagres e bênçãos sem medidas para os filhos.


II – REMINISCÊNCIA: O ATO DE DAR E RECEBER.
2.1 Paulo relembra o apoio dos filipenses.
“Nenhuma outra igreja se comunicou comigo.”
-Qual a causa do desinteresse dessas outras igrejas.
-Como estimular uma Igreja a se dar.
-Se não ensinarmos isto, a inteireza da vida cristã, com certeza estaremos privando a Igreja de receber as bênçãos do Senhor.
2.2 O necessário para viver.
Esse não é o pensamento corrente desta geração. Os homens parecem nunca satisfazer suas vontades no tocante a receber, mas, se omitem na questão de dar. Uma verdadeira riqueza e nobreza do espírito quando Paulo diz: Bastante tenho, tenho abundância e cheio estou... Alguém já viu os bispos e apóstolos da modernidade usarem essas expressões? Precisa ser servo de Deus.

2.3 Não que procure dádivas.
Há os que aproveitam toda e qualquer oportunidade para fazer da igreja o seu trampolim e trem da alegria. O Senhor vem para cobra-los. Homens que só querem fama e dinheiro; são os empresários da fé.


III – A OBLAÇÃO DE AMOR E SAUDAÇÕES FINAIS.
3.1 A oblação no antigo testamento.
A palavra oblação no contexto refere-se ao sacrifício de amor praticado pelos filipenses. Foram bem ensinados e agora, o apóstolo colhia os frutos do seu trabalho.

3.2 A oblação e a generosidade dos filipenses.
 A gratidão é um sentimento maravilhoso de quem recebe, Paulo sabia ser grato e não tinha isso como uma obrigação da Igreja de Filipos.
Outra questão a ser observada é que para muitos, elogio é uma falta grave. Elogio é um estímulo para quem faz e não desperta a vaidade de ninguém. Claro que não vamos sair por aí, exaltando as virtudes de todo mundo, mas, convenhamos, é tão bom quando nos sentimos reconhecidos. Glórias ao Senhor.

3.3 Doxologia.
Doxologia  - literalmente, palavra de glória ou ainda forma litúrgica de exaltação a Deus, empregada para abençoar.
Assim, o autor chama nossa atenção para a maneira como Paulo lança sobre a Igreja, a palavra de bênção da graça do Senhor.


Estas lições foram bênçãos para nossa vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário