Tradução deste blog

domingo, 5 de agosto de 2012

EBD/CPAD: A DESPENSA VAZIA. (05082012)

LIÇÃO 06 – A DESPENSA VAZIA.
EBD 05/08/2012.
PONTOS A ESTUDAR:
I – LUTANDO CONTRA O IMPREVISTO.
II – DEUS AGE COM O QUE VOCÊ TEM.
III – A PROVIDÊNCIA DIVINA.
  
Em tempo: Um dos textos que aprecio muito em matéria de generosidade, encontra-se em Provérbios 21:13 “Aquele que tapa os ouvidos ao clamor do pobre, clamará e não será ouvido”. Esse é sem dúvida, o princípio da boa semeadura, conscientizar-se que fechar a mão aos necessitados é perder a oportunidade de participar das bênçãos do Senhor mesmo que alguns neguem isso.

I – LUTANDO CONTRA O IMPREVISTO.
1.1        A viuvez.
“Sem dinheiro e uma grande dívida, eis a herança de uma pobre mulher”, assim começa o autor para descrever a situação calamitosa daquela viúva.
No empobrecimento, fica muito complicado querer penalizar quem não contribuiu para isso, quem abraçou a fidelidade de conviver com um homem, cujo endividamento, não posso afirmar se foi produto da irresponsabilidade do marido ou contingências, deixou a viúva na penúria. Há situações em que famílias, premidas pela falta de alimentos, principalmente, recorrem ao uso do cartão de crédito para ir ao mercado suprir sua casa. Eu não gosto de jogar pedra nesses. Há na verdade, pessoas que acumulam dívidas por serem consumidores compulsivos e relapsos.

1.2        A dívida.
Não mensurada, fora o suficiente para aquela mulher preocupar-se com a possível escravatura, previsto na lei, como norma social, mas, que não representava a grande bondade de Deus. Aliada a essa lei, o código também sinalizava para o tempo de liberar o escravo com aquilo que lhe pertencia. O maior exemplo disso, além das recomendações bíblicas com os cuidados devidos ao empobrecido, temos a figura de generosa de Boaz (Rt2,3). Lv 25:39-43 observe-se atentamente, o verso 43 “Não te assenhorearás dele com rigor, mas do teu Deus terás temor”.

1.3        A solução.
A mulher foi ao encontro de Eliseu sabendo que teria uma resposta positiva ao seu apelo.
É muito dolorido quando uma pessoa, membro da igreja, procura socorro e o que encontra é o desdém à sua causa. Guarde-nos o Senhor que venhamos a fechar o coração para quem vivendo sincera e honestamente, caiu na esparrela do endividamento.

II – DEUS AGE COM O QUE VOCÊ TEM.
Não podemos também nos esquecer, que igreja, não é o ministério, que tem um papel social a cumprir, nós somos a igreja do Senhor.

2.1 A botija de azeite.
Há duas riquezas indispensáveis nas nossas vidas: Alguma reserva que no caso dela, foi a botija com um pouco de azeite como a viúva de Sarepta, também possuía, azeite e farinha e um bom relacionamento com vizinhos.
Relacionar-se com vizinhos, requer certos cuidados, mas, há pessoas e até cristãs, que não são capazes de sequer dar um bom dia para o seu vizinho. Amo cumprimentar meus vizinhos e trata-los com urbanidade.

2.1 A farinha na panela.
Quando o Senhor mandou Elias a Sidom, a casa da viúva de Sarepta, IRs.17:1, o texto diz que o Senhor ordenara uma viúva que sustentasse o profeta e como? A viúva estava um caco, mas, Deus contou com duas probabilidades, 1) Deus sabia da pobreza e muito mais ainda da generosidade da mulher e 2) O caráter do profeta, diferente de muitos que vão com objetivo de arrancar a pele da ovelha.
Tem crente, tão munheca, que o Senhor jamais mandaria alguém em sua casa. Cuidado, a avareza é uma forma de idolatria.

2.3 Cinco pães e dois peixes.
O ponto, refere-se a multiplicação dos pães e peixes com sobras, para mostrar que Jesus foi e ainda é o supridor das nossas vidas, não nos desestimula a lutar nem nega bem algum, mesmo que em determinados momentos conte com homens que duvidem do seu poder.

III – A PROVIDÊNCIA DIVINA.
3.1 No Antigo Testamento.
O Maná e a carne para o povo que murmurava contra o Senhor, a vida de José e sua ascensão ao governo egípcio, os pães da proposição para alimentar Davi e seus seguidores, as providências para alimentar o profeta Elias, através dos corvos entre outras, mostram que de Gênesis ao Apocalipse, o Senhor sempre teve cuidado com os homens.

3.2 Em o Novo Testamento.
Além dos milagres realizados pelo Senhor, entramos na era da Igreja pela porta de Atos, para descobrir que o evangelho, é da alma mas também do corpo. A igreja não dissociou a pregação, dos cuidados devidos par com o necessitado.

3.3 Na atualidade.
Varia de lugar para lugar, há pastores que são muito atenciosos com os necessitados e ainda buscam preservar a dignidade daqueles que buscam socorro na igreja, mas, já fui testemunha de verdadeiras humilhações infligidas, antes de se enfiar a mão no bolso. Devemos tomar cuidado para não humilhar quem depende da igreja. Nunca sabemos como será o dia seguinte em nossas vidas.

Conselhos finais.
Cuidado com a despensa vazia.



Nenhum comentário:

Postar um comentário