Tradução deste blog

sábado, 5 de maio de 2012

EBD6 TIATIRA, A IGREJA TOLERANTE


LIÇÃO 06 – TIATIRA, A IGREJA TOLERANTE.
Para o dia 06/05/2012.
PONTOS A ESTUDAR:
I – A IGREJA EM TIATIRA.
II – A IDENTIFICAÇÃO DO DESTINATÁRIO.
III – UMA IGREJA RICA EM OBRAS.
IV – JEZABEL E AS PROFUNDEZAS DE SATANÁS.


Em tempo: Bem! Chegamos a Tiatira e vamos conhecer essa igreja por dentro, saber do comportamento dos crentes e nos surpreender que uma entre os demais membros,  tem um nome que sempre inspira a lembrar de coisas que não prestam. O significado, temos pelo menos dois, encontrados na literatura: “Montão de lixo” e “Casta”. Seja lá como for, é um nome com o qual nunca registraríamos nossos filhos e não estamos aqui tratando de uma doutrina de maldição por conta de nomes, a ONOMATOMANCIA, como Maria das dores, Piedade e Mara entre outros.
Fora a questão Onomástica, sempre que alguém deixou uma péssima lembrança, evitamos nomear filhos ou netos com tal nome, pois sempre nos fará lembrar de algo ruim, reforçando que, nada por questão de maldição hereditária.

Fui pastor em uma igreja, onde, alguns porteiros “mais santos” quando viam uma jovem com alguma produção no rosto, diziam diretamente para elas ouvirem: “Aí vem a Jezabel” isso causava grande aborrecimento entre as meninas. Graças a Deus, vivi até agora para saber que elas, hoje, mães de família estão firmes na igreja e aqueles “santos”, fazem coisas piores, como também, suas esposas. Cuidado para não ficar criticando alguém na igreja e achando uma perdição qualquer vaidade pela vaidade.

Outra questão segundo os pesquisadores é quanto a existência de pronomes que indicam ser esta Jezabel, mulher do pastor da igreja. Prefiro entender que não, por não ser necessário e porque? Mulher de pastor já sofre tanto, pra que sobrecarrega-las com mais esse fardo? Logo aparece um maluco inventando doutrina que mulher de pastor deve ficar no cantinho, apenas orando pelo marido. Tem muitas esposas de pastor que lustram o ministério do marido, aliás, maioria, graças a Deus. A minha sempre foi uma das que não se envolvem, por conta própria, mas, sempre foi muito amada pelas irmãs, principalmente as mais carentes.


I – A IGREJA EM TIATIRA.
1.1        A cidade de Tiatira.
Aborda-se nesse tópico, questões geográficas, importância comercial e de produção. Essas abordagens servem para diagnosticar um problema que não é estranho para nós; todos querem a prosperidade e estar no topo da economia mundial, todavia, a riqueza é sempre mal utilizada e lamentavelmente afasta o homem de Deus e da adoração a ele devidas.

1.2        A igreja em Tiatira.
Identificar um nome responsável pela formação da Igreja em Tiatira não é uma tarefa fácil. Cogita-se pelo trabalho missionário de Paulo, como pela atuação  de Lídia, vendedora de púrpura, que era de Tiatira (Atos 16:14) esta,  morando ou em transito pela cidade de Filipos, teve encontro com Paulo recebendo a Palavra do Senhor em seu coração. Sendo ou não Lídia, interessante notar o desempenho dos novos convertidos nesse tempo.


II – A IDENTIFICAÇÃO DO DESTINATÁRIO.
2.1 Filho de Deus.
Em virtude dessa apresentação ter ocorrido, estando já glorificado, para que não se diga que a doutrina da trindade, só tinha sentido estando JESUS ainda no corpo material, nos conforta em nossas convicções.  Diz o autor que implicitamente, JESUS declara-se “o cabeça da igreja” e torna patente, ser igual ao PAI.
Em parte alguma da Bíblia, JESUS é dado como “o cabeça da igreja” que significa: Líder ou chefe supremo. Quer seja em Ef. 1:22 ou Cl. 1:18 ele é dado como “a cabeça”  cujo corpo é a igreja. Logicamente, isto não impede que o reconheçamos como chefe supremo ou líder da sua igreja, porém, “a cabeça”, representa mais que isso.

2.2 Onisciente.
Nada do que acontecia na igreja de Tiatira, fugia ao controle do Senhor e serve de lição para todos nós que nos envolvemos em polêmicas discussões sobre o curso da igreja moderna, como se ele, JESUS, não estivesse atento. Precisamos tomar cuidado para não por as mãos na arca do Senhor 2Sm.6:6.
2.3 Supremo Juiz.
A revelação de Supremo Juiz no texto base da lição está na ordem do julgamento prometido contra jezabel: “A porei numa cama...” e “Ferirei de morte os seus filhos...”

III – UMA IGREJA RICA EM OBRAS.
Reconhecer as boas obras da igreja é sinal e lição para todos nós que o Senhor não fica a observar apenas os pontos negativos.

3.1 Amor.
O amor era uma característica da vida dos crentes da igreja de Tiatira. O amor teria sido a causa da tolerância com o pecado? É preciso tomar cuidado para que o amor não seja demasiadamente benevolente.

3.2 Serviço.
Não há igreja, no plano físico, que não tenha falhas, todavia, a pior falha é virar as costas para o necessitado, para os mais carentes e essa tarefa, sem medo de errar, compete ao pastor, estimular a membresia a que pratique. Se o pastor é apático a igreja seguirá seus passos (Os.4:9) Se o povo é apático, deve o pastor lutar pela mudança desse status.

3.3 Fé.
O autor fala sobre “assentimento intelectual”. Alguém, pode dar outra interpretação, mas, no popular, significa: Falar muito e não fazer nada ou ainda, teoria que nunca passa ao campo prático, das realizações e somente a fé, pode promover o lado prático das obras sociais.

3.4 Paciência.
A paciência é uma grande virtude principalmente no século do imediatismo como o nosso. Diante de uma promessa que aconteceria em 4 dias , oVini (7 anos) filho do meu parceiro de trabalho, me disse: Pastor, eu não tenho muita paciência!!! Daí, você imagina, a paciência dos adultos, Lucas 21:19.

3.5 Abundância em obras.
O autor afirma que o pastor da igreja de Tiatira, nunca se mostrou remisso, ou seja, negligente. O fato das últimas obras serem maiores que as primeiras mostram a luta pela melhora na igreja. Éfeso, ao contrário; começou bem e terminou mal (2:5).

IV – JEZABEL E AS PROFUNDEZAS DE SATANÁS.
4.1 A Jezabel de Tiatira.
Era uma figura real, mulher que se dizia profetisa.
Isto soa estranho para nós? Muitas vezes, pessoas carregadas de emoção e em alguns momentos, até usadas por Deus,  se impõe como instrumento permanente no uso do dom da profecia e quer o reconhecimento da igreja. Nunca julguei que qualquer profecia fosse da carne, todavia, sempre me permiti avaliar toda mensagem à luz da Bíblia Sagrada. Acho muito feio, pessoas que chegam ao corredor da igreja, após o culto e passam a fazer valer as suas opiniões e de forma pública, por vezes, causando mal estar.

Nesta parte final, quero apenas fazer algumas confrontações entre a Jezabel de Tiatira e a Jezabel de Acabe.

Ver um pregador ou pastor, arrogante e soberbo, sentindo-se a uma bolacha do pacote, é algo horroroso e asqueroso, pra quem entende de Bíblia, pois, tem gente que aplaudem a tudo sem o menor pudor, tão ruim ou pior que isso, é ver uma mulher, encharcada de soberba, pelo fato de ter sido um instrumento nas mãos do Senhor, querer dominar a igreja.

A mulher de Acabe, (IRs.16:29s) a outra Jezabel, coincidência nos nomes, apenas, era soberba, dominadora,  sabia se impor, fosse pela produção corporal (2Rs. 9:30) o que a notabilizou como mulher vaidosa, (o azar dela é que JEÚ não estava pra brincadeira) e se tornando o símbolo de todo excesso de vaidade ou pela violência (IRs. 19:14ss) e mente criminosa (IRs.21:8ss) preparando o cenário para matar Nabote.

A mulher de Tiatira, Jezabel, um dia foi chamada pelo pastor, minha suposição, que deve ter dido: Hummmm!!!! Deus tem usado você e acho que tá na hora de separa-la para ser “pastora”, os cultos de terça, fica por sua conta para ensinar e profetizar ao povo. O maior mal dentro das nossas igrejas são os benditos “cargos” e tem igreja que rabisca até um organograma, colocando-o no mural para que todos vejam quem é que manda.

O Senhor disse: “Toleras a Jezabel, mulher que se diz profetisa
 a que ensine...”. tinha autorização para ensinar a que o povo se prostituísse e sacrificasse aos ídolos, exatamente  como fazia a Jezabel de Acabe.
Em muitos casos citados na Bíblia, prostituição está ligado a promiscuidade espiritual de culto aos demônios. Quero entender que isso não foi enfiado goela abaixo da igreja de uma vez, mas, um desvio aqui e outro ali e o mal se consolidou.

É um dever nosso, alertar para os perigos do modernismo que tem invadido as nossas igrejas em muitos lugares, pastores que estão mais preocupados em agradar o povo (lembremo-nos de Arão e o bezerro de ouro) que manter a boa doutrina. Citar exemplos aqui seria melhor escrever um livro sobre o assunto.




Nenhum comentário:

Postar um comentário