Tradução deste blog

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

CRIANÇA DE 10 ANOS ATIRA E SE MATA EM SEGUIDA.

O noticiário de ontem, surpreendeu a todos.
Em São Caetano do Sul, região da grande São Paulo, criança de 10 anos, leva arma para escola, atira na professora que estava de costas e em seguida, atira contra a própria cabeça. Aquele acontecimento do Rio de Janeiro em que um jovem, entra na escola, mata diversos alunos em em seguida tira sua vida, com um tiro na cabeça ainda está em nossa memória de curto prazo;  ainda nos lembramos com inquietação pois, se a moda pega! onde iremos parar com tudo isso. Vem sempre aquela pergunta: Quem errou; os pais, a escola ou a sociedade.
Lembro-me de ter lido uma matéria há muitos anos, pesquisa alemã? sobre crianças estarem buscando solução pelo suicídio, como também me lembro que uma criança, no meu bairro, fora encontrada morta no banheiro, tinha usado cabos elétricos para tirar a própria vida.
 As opiniões, vêm de todos os lados, de todas as áreas das ciências humanas, todo mundo se arrisca a dar um pitaco no assunto; até eu.
O mundo está amadurecendo mais cedo? sim de fato. A mídia tem sido a maior responsável nessa questão por conta da velocidade e qualidade das informações. Tenho duas maravilhosas netas; eu as provoco o tempo todo, gosto de vê-las se defendendo, me atacando, tudo dentro do limite da zoação, óbvio. A minha mente  trabalha o tempo todo buscando compreender, que material tem sido mais usado na construção de um amadurecimento tão rápido e inimaginável. A forma como constroem suas ideias, provoca em nós aquele riso amarelo, não se permite mais aquele antigo, "cala a boca!", temos que argumentar, mostrar mansamente como as coisas caminham em direção, do melhor ao pior.
Quando os legisladores prescrevem a proibição de bater na criança para educa-la, entendo perfeitamente bem que não dá para separar o joio do trigo; ou trata tudo como joio ou como trigo.
Quando afirmamos que Deus está fazendo falta nas famílias e nos corações, somos atacados impiedosamente e acusados de atribuir tudo a questões religiosas.
O legislador, tem um papel fundamental pois ele trabalha no andar da carruagem, a sociedade caminha e as leis são elaboradas.
Os educadores, podem contribuir e muito na formação das crianças e vejo como as escolas particulares exercem um papel mais eficaz na vida das crianças, por que será?
A família, está sofrendo um forte bloqueio no papel de educar pois raramente se juntam e quando se juntam, na maioria das vezes é na frente da televisão para assistir aquela novela ou aquele jogo onde é proibido falar simultâneamente.
Nas ruas, a coisa fica preta, pois, ninguém tem paciência pra nada e tome tabefe.
Na igreja, ah!!! a igreja; esta por sua vez, tem ainda alguma chance de trabalhar na construção das vidas e famílias pois a ferramenta ainda é a Palavra de Deus, em algumas.  Muitas igrejas,  curtem aquelas pregações fantasiosas do enriquecimento fácil e de um Deus que anda muito ocupado em rasgar carnês de dívidas pois é muita oração subindo nesse sentido.
Se queremos salvar o planeta, a única saída é voltar ao ponto de partida, onde tudo "descomeçou" e precisamos de coragem para empreender uma mudança tão bruta e rápida, antes que o anunciado satélite de toneladas caia, pois, tudo que sobe, um dia desce.

e.t. Ainda bem que este último satélite caiu em local não sabido do Oceano Pacífico?

Nenhum comentário:

Postar um comentário