Tradução deste blog

terça-feira, 26 de julho de 2011

VOCÊ TEM MAU HÁLITO - (METÁFORA).

Não tenho medo de trabalho, não tenho medo da morte mas tenho medo do ser humano; o homem possui algo que se movimenta na boca e quando mal utilizada, causa muito prejuzo. Talvez seja por isso porque muitas pessoas adotam animais. 
Tudo na vida, podemos aprender na escola ou na esquina; arte, ciência ou  profissão. Amizade, cultiva-se e só depois de ver os frutos, pode-se avaliar se valeu a pena. Somente Jesus que mesmo conhecendo os corações, a todos chamava de amigo; até o próprio Judas Iscariotes, experimentou o carinho do mestre, Mt. 26:49-50 "E logo, aproximando-se de Jesus, disse: Eu te saúdo, Rabi e beijou-o; Jesus porém lhe disse: Amigo, a que vieste? então aproximando-se eles, lançaram mão de Jesus e o prenderam".
Não me lembro de ter tido um lance qualquer de mau hálito porém, fico pensando como deve ser horrível perceber que as pessoas se afastam de você, falam furtivamente pelos cantos e não tem coragem de dizer-lhe: Amigo, você  tem mau hálito.
Lembro-me de um irmão que quando vinha falar comigo, eu ficava desesperado pois sabia que tinha que fechar a respiração ou procurava não dar-lhe tempo para falar; ruim também, era a quantidade de perdigotos lançados no meu rosto. Era aterrorizante. Não tive tempo de dizer-lhe pois precisava de uma boa oportunidade para não choca-lo e com muita habilidade no uso das palavras, recomendar-lhe um profissional que cuidasse da sua saúde bucal e isto, obviamente, até oferecendo recursos para resolver tão intrincado problema, caso fosse necessário.
Neste texto, uso o "mau hálito" como metáfora pois, existe algo no meio cristão que considero a fronteira entre o bem e o mal; a falta de sinceridade. A sinceridade é uma virtude que exige coragem, humildade e nenhuma arrogância.
Zac 8:16 "Eis as coisas que deveis fazer: Falai a verdade cada um com o seu companheiro...".
Conheces aquela estória do pastor líder que ao pedir a igreja ao pastor liderado lhe diz: Estava orando e senti de Deus que está na hora da mudança, o irmão precisa descansar ou tenho outro trabalho para o irmão. A bem da verdade, alguém com algum ressentimento e com alguma influência,  criou a situação e nessa, Deus foi posto no meio, contra a sua vontade,  para desviar a atenção dos verdadeiros motivos e pior ainda, todo o ministério fica sabendo que o trabalho do pastor Ipsilone estava indo mal porém, ao esconder a verdade, podem acontecer duas coisas: O pastor Ipsilone não poder melhorar seu desempenho ou se foi vítima de traição, não pode se defender. Nas conversas  de esquina, será sempre o alvo das pilhérias. 
Observe-se que no antigo testamento quando a ação era direta de Deus através dos profetas, não tinha maquiagem na conversa, a mensagem era dura mas, resolvia o problema.
Já vi muitos pastores com sua estima prejudicada e a família destruida,  por nunca saber as reais causas do ostracismo.
Quando não temos coragem de falar a verdade com um nosso companheiro, o melhor é não contar para ninguém e cair nos pés do Senhor para buscar o auxilio que sempre conduz a um bom termo.
Você tem mau hálito, irmão Ipsilone, sim meu senhor, vou tratar-me e ficarei curado.
Por outro lado, também assusta a ideia de ter que dizer a verdade e o irmão Ipsilone, chegar na congregação e espalhar que tem fofoqueiro falando mal dele. Isto talvez seja a causa de provocar a fuga da verdade.
O meu maior sonho, sempre foi ver;  igrejas, crentes e pastores  sadios,  amadurecidos, respeitadores, que oram pelas fraquezas dos seus irmãos e colegas de ministério e no meio de uma tempestade, ser dos que dizem: Você está todo molhado mas, tome a minha capa,  proteja-se para não adoecer.
Deus guarde o seu povo na verdade.
2ºJo "Muito me alegro por achar que alguns dos teus filhos andam na verdade"

2 comentários:

  1. Mais dúvidas sobre Halitose, e como avisar um amigo que ele tem Mau Hálito visitem o site da Asociação Brasileira de Halitose -ABHA-www.abha.or.gr
    Serviço SOS Mau Hálito: http://www.abha.org.br/sos/sos_f

    ResponderExcluir
  2. Caro Dr. Marcos Moura.
    Grato pela informação. Não conhecia a ABHA. Será muito oportuno conhece-la e útil para os nossos leitores.
    Pr. Genivaldo
    (se sair como anônimo é falha nossa)

    ResponderExcluir