Tradução deste blog

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

PR. GUEDES, BLOG e SÃO JOSE DOS CAMPOS

Recomendo a leitura da postagem feita pelo nosso amigo, Pastor Guedes, sobre São José dos Campos/SP.
Recomendo por saber que essas questões devem atrapalhar a caminhada de muitos cristãos porém, não escandaliza mais do que já escandalizou. Todavia, lembrando-me dos conselhos de Neemias, com relação aos inimigos que faziam oposição a reconstrução dos muros de Jerusalém, faço isto valer para os nossos dias; Ne.7:3(parte) "...fechem as portas...". Que ninguém pense que somos um povo dividido por conta dessas questões, nossos líderes, principalmente o Presidente da nossa Convenção Geral, saberá como tem demonstrado, administrar os conflitos que arranham nossa denominação. Confiamos nos milhares de pastores assembleianos que não se envolvem nem aprovam tais atitudes. O nosso povo, membros da nossa igreja espalhados no Brasil inteiro, tem posição firmada na Bíblia Sagrada, também não se deixam levar, exceto os neófitos.
Para que vocês percebam que conflitos dessa natureza não são coisas de hoje, quero lembrar o texto da terceira carta do Apóstolo João.

"Tenho escrito à igreja; mas, Diótrefes, que procura ter entre eles o primado, não nos recebe.  Pelo que. se eu for, trarei à memória as obras que ele faz, proferindo contra nós palavras maliciosas; e, não contente com isto, não recebe os irmãos e impede os que querem recebê-los e os lança fora da igreja".

Quando se faz críticas a algumas ações dos pastores tele-evangelistas, pelo menos partindo do meu coração e Deus é testemunha, não ignoramos a capacidade administrativa e evangelizadora dos mesmos, sempre que posso, assisto os seus programas, todavia, não se pode construir um reino destruindo ou prejudicando outros com subtilezas, pois somos irmãos em Cristo e almejamos o mesmo céu. Louvamos a Deus pelo magnânimo gesto do Patriarca Abrão diante do seu sobrinho Ló.
Fico a pensar que a atitude mais nobre dos pastores que detém um maior poder econômico, seria juntar forças, abençoar pastores sofridos e mal assistidos, no interior do nosso país (*), sem esperar nada em troca, ensinar os crentes a praticarem o primeiro amor e eles mesmos, os crentes,  retomarem a vontade de ganhar almas para Jesus, não centralizando isto em torno de um nome a não ser o nome de Jesus.
No tocante a costumes que é onde mais se pegam para alimentar a cadeia migratória de crentes, não deveriam contribuir em nada para alimentar esse fascínio pela liberdade que tomou conta do coração de muitos irmãos,  que cresceram em uma igreja conservadora,  pois mais de 50%, buscam essa liberdade e não sabem o que fazer com ela, continuarão com suas vidinhas aplaudindo cantores e pregadores sem contudo produzir frutos para o reino de Deus  que certamente os penalizará naquele dia e os pastores sabem muito bem disso.  "Construamos uma torre e façamos um nome", Gn 11:4. Não é isso que está acontecendo? ou nos transformaremos em GURUS dos evangélicos? 
Se querem ganhar eleições na CGADB, voltem a praticar as primeiras obras, alimentem a fé do povo, a união e DEUS certamente abençoará os corações e honrará no momento certo os que ele quiser honrar.
Finalmente, não matem o povo do Senhor com vaidades e ganâncias ainda que esses sentimentos sejam negados, nós que estamos do lado de fora e temos a unção do SANTO, sabemos e percebemos tudo.  Basta ver que quando ocorrem eleições na CGADB e os interesses crescem para conquistar a presidência da Convenção Geral, age-se tal e qual os políticos em busca de uma cadeira nos cargos públicos.
JESUS NÃO TARDA A VOLTAR. CUIDADO COM A MÓ DE ATAFONA.

(*) É bom saber que sinônimo equivocado de pastor bem sucedido é aquele que tem dezenas de diplomas na parede, um carro poderoso e ternos de grife. A igreja de Cristo não se utilizou de tais elementos, ainda que quando ungidos em humildade, são extremamente úteis ao povo do SENHOR, esse falso conceito de "bem sucedido", chega a ser  um estereótipo para o que,  muitos lutam para imitar desnecessáriamente.


5 comentários:

  1. Caro Amigo Genivaldo,

    Agradeço por recomendar meu blog e também gostaria de lhe parabenizar pela (sempre) sobriedade e isenção em tudo o que escreve e diz.

    Precisamos almoçar em janeiro. Que tal?

    Forte Abraço.
    No Amor de Cristo!

    ResponderExcluir
  2. Caro irmão e amigo Pr. Guedes.
    É sempre uma honra ler seus trabalhos e tê-lo como leitor. Certamente será um imenso prazer almoçar juntos, Deus me propiciará tempo para esse prazer. Comi um yaksoba com o uso do hashi (palito)e vou desafiar você, QUEM NÃO CONSEGUIR PAGA A CONTA RS... Deus lhe conceda paz e a todos os blogueiros evangélicos, que usam essa ferramente para edificar, Desejo um abençoado ano em 2011.

    ResponderExcluir
  3. Pastor Genivaldo,
    Paz do Senhor!

    Fico pensando em tudo isto e não tenho dúvida de que Deus esta bemmmmmmmmm longe destas coisas, alias, Deus não esta a procura de políticos. A bíblia diz que Deus está a procura de um homem - e está difícil de achar- que esteja na brecha. Se Deus estivesse atrás de políticos para fazer a obra não teria nenhuma dificuldade de achar, pois é o que mais tem hj.

    Deus nos guarde destes que se intitulam homens de Deus, destas figueiras sem figo.

    Deus te abençoe,

    Obs. quando forem jantar não se esqueçam de mim, vou para observar quem come melhor de palitinhos. Prometo levar uma colher, acho que vai ser útil, rsrs.

    ResponderExcluir
  4. PREZADO PASTOR GENIVALDO

    A PAZ DO SENHOR,


    LEIA A REFLEXÃO :


    ( I Co 3.9 )
    Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus.


    Muitos crentes ficam extremamente apegados a cargos ministeriais a ponto de ficarem doentes. Há casos que pseudos " fiéis " chegam até as vias de fato por causa de posições, outros choram e até caem em depressão. É uma idéia e sentimento completamente errôneo e fora da vontade de Deus.
    Meus irmãos, por amor a obra de Deus é preciso trabalhar o desapego. Passe o bastão para teu companheiro, a obra de Deus não é propriedade nossa e muito menos qualquer cargo ministerial que o Senhor nos confiou.
    Tenha sabedoria trabalhe o desapego, pois nada mais somos, do que cooperados da causa do Mestre ( I Co 3.9 ).



    Leia o texto de Fernando Pessoa :

    " Pratique o Desapego

    Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver. Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos que já se acabaram. As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas possam ir embora. Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se. Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos. Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará. Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo - nada é insubstituível , um hábito não é uma necessidade. Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira.


    Fernando Pessoa


    QUE DEUS ABENÇOE E ILUMINE A TODOS ! ! !

    ResponderExcluir
  5. Ao Pastor Cassio e ao Sandro.
    Deus os abençõe. Quando estudante,(que saudade) me falaram acerca de Clístenes, pai da democracia grega que criou a lei do ostracismo. Cada um é cada um. Não é sem razão que a Bíblia diz que Deus procura os fiéis da terra porquanto infiéis não precisa procurar. Pr.Cássio, tá convidado rs... Ops!! Elias Vasconcelos e Lara, forte abraço.

    ResponderExcluir