Tradução deste blog

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

I - JESUS O MAIS DESACREDITADO DOS PREGADORES

PARTE I - CONSIDERAÇÕES SOBRE O TÍTULO.
Desacreditar é um adjetivo com multiplicidade de aplicações e qualquer delas, principalmente quanto ao que perdeu a credibilidade, não poderia em hipótese alguma ser aplicado a Jesus e suas palavras que são "FIÉIS E VERDADEIRAS" e ele é "FIEL E VERDADEIRO"  Ap 19:11;13. portanto, voce pode tornar um ser humano desacreditado por suas más obras nunca o Senhor Jesus, todavia, quero usar esta palavra no sentido em que; no momento que não dou valor, não considero as coisas que ele disse ou ensinou, torno-o tão desacreditado quanto alguém que tenha sucumbido diante das falhas humanas.
Esclarecido o uso do título quero trazer a reflexão o texto de Is. 53:1 "QUEM DEU CRÉDITO A NOSSA PREGAÇÃO E A QUEM SE MANIFESTOU O BRAÇO DO SENHOR". Quem parou para ouvir e disse: Aceito tudo quanto ele diz ou disse.
Antes de prosseguir, quero informar que farei uma breve análise das principais religiões que compõe o chamado mundo cristão e se voce, sendo crente, católico ou espírita e considera de verdade que a BÍBLIA é a palavra de Deus, inquestionável, inerrante e que é a base da sua fé, sendo o único livro que explica a verdadeira história do homem e das religiões, como a história da eternidade, devendo ser também o único livro com o qual voce pode  justificar a sua fé, está ótimo, caso contrário, voce já torna o Senhor  DESACREDITADO. Como todos compareceremos diante dele, prepare uma boa explicação se houver tempo e validade.
Quero também informar que entendo, que as religiões vieram para atrapalhar a relação homem x Deus.  Jesus já tinha encontrado algumas e não deu a mínima para elas, se alguma fosse tão boa ele teria escolhido uma delas e ainda teria deixado  recomendações.
Quero também mostrar que desse chamado mundo cristão, incluindo grande parte dos meus irmãos crentes ou evangélicos, não dão a mínima para o que Jesus deixou escrito razão pela qual, quero começar por nós, evangélicos pois a Bíblia diz que o julgamento começa pela casa de Deus IPd 4:17.
Portanto; Se os evangélicos abraçam a fé pela Bíblia, devem amar incondicionalmente a doçura das palavras faladas por Jesus. Se os católicos se vêem como a maior religião do ocidente e de fato são, devem se lembrar que não há salvação sem JESUS e as suas palavras devem ser levadas em conta. Se os espíritas defendem o seu cantinho no céu, devem faze-lo com base nos ensinamentos de Jesus; não há como querer amparar questões eternas a partir de um livro escrito por Alan Cardec ou ainda psicografado sem confronta-los  com o que a Bíblia retrata acerca da  vida presente, a  futura e a ETERNIDADE cujo termo nos dicionários, significa: Duração sem principio nem fim, certamente referindo-se a eternidade passada, também.
Há um volume da Bíblia em que  as palavras de JESUS estão gravadas em vermelho, isto até facilita para diferenciar dos comentários dos seus autores, refiro-me aos quatro evangelhos.
Dados esses esclarecimentos, finalizo esta primeira parte dizendo que vejo tanto sentimento ruim quanto bons nos seres humanos, ambos vão de mãos dadas as suas igrejas ou salas de reuniões e tanto um grupo quanto outro, afirmam que o pé já está no céu e a coisa não é tão fácil assim, Mt.7:13 "Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz a perdição e muitos são os que entram por ela".

Até a próxima se Deus quiser, com a parte  II - JESUS O MAIS DESACREDITADO,  POR UM  CONSIDERÁVEL NÚMERO DE CRENTES

2 comentários:

  1. Bom dia irmão, muito interessante o texto, as únicas partes que estão mau interpretadas talvez por causa das tradições das denominações, é onde o senhor cita 1Pe 4:17 se referindo a "igreja" como casa de Deus. Sabemos que casa de Deus foi Israel ( Templo,Judeus, povo terreno, tempo da lei, Judaísmo). A Igreja só surgiu em atos dos apóstolos e ela é o corpo de cristo onde o Senhor Jesus é a cabeça e os membros do corpo são os que creram no Senhor.
    Outra passagem que o texto descreve também com base em tradições evangélicas é o de Mt 7:13. Ali fala de um caminho estreito de se seguir e não de salvação. A Salvação é totalmente dependente da morte e ressurreição do Senhor Jesus, Ele pagou todo o preço, ele comprou com seu sangue todos os que creram e vão crer ainda.Dizer que o homem pode fazer qualquer coisa para se salvar é o mesmo que dizer que o sacrifício do Senhor não é suficiente para salvar o homem e tirar o pecado do mundo.

    João 5:24 Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e NÃO ENTRA EM JUÍZO, mas já passou da morte para a vida.
    Fica na paz do nosso salvador...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. RGS Vídeos. Grato por sua participação.
      Atente para o contexto. Pedro não está fazendo qualquer insinuação de julgamento sobre o povo de israel, assim temos:
      Verso 15 - "Que nenhum de vós padeça..." (nós, gentios).
      Verso 17B - "E se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes..."

      Excluir